Obra parada da Unidade de Acolhimento (Foto – Arquivo)

Depois de três licitações frustradas, sem que nenhuma empresa se interessasse pela obra, a Prefeitura de Rondonópolis obteve sucesso no último certame e a licitação para a finalização da obra da Unidade de Acolhimento para dependentes químicos foi concluída com a construtora Lagotela Eireli como vencedora. A obra remanescente custará R$ 832.04,14 e deve ser iniciada após assinatura do contrato com a empresa, que deve ocorrer nas próximas semanas.

A Unidade de Acolhimento para dependentes químicos está localizada anexa ao Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps-AD 3), no bairro Jardim Belo Horizonte. A obra foi lançada juntamente à construção do Caps-AD 3, ainda em 2013, quando o Município integrava o programa “Crack, é possível vencer” do Governo Federal, que tinha como objetivo o tratamento de dependentes químicos.

Na época, a decisão de construir o Caps-AD e a Unidade de Acolhimento gerou uma grande polêmica com moradores da região do bairro Belo Horizonte, que não aceitavam que a construção fosse no local, pois o espaço iria receber pacientes em tratamento de dependência química. No entanto, após vários debates, a Prefeitura decidiu por manter a construção no bairro.

Mais detalhes desse assunto na edição deste fim de semana do A TRIBUNA.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui