(*) by Jerry T. Mill

Doce, doce. Viver no planeta Doce.
(Planeta Doce, by Jô Soares – single do álbum Plunct Plact Zuuum, de 1983).

Apesar dos comprovados malefícios que a ingestão exagerada de alimentos doces e salgados pode causar ao nosso corpo, milhares de toneladas de diferentes guloseimas ou petiscos são vendidos/comprados no Brasil e no mundo todos os dias. Consumo este que sofre um tradicional boom na época de festividades ou celebrações (concursos, inaugurações, aniversários, noivados, casamentos, etc.) e datas especiais como o Dia dos Namorados, Dia das Crianças, Halloween e Natal, dentre outras.

Ao abrir as embalagens das diferentes opções desses produtos disponíveis no mercado nacional, no entanto, brasileiros e brasileiras de todas as idades geralmente se deliciam apenas com a visão e o sabor das mercadorias ofertadas. Poucos e poucas são aqueles e aquelas que vislumbram o poder educacional que eles e elas têm ali, ao alcance dos olhos, das mãos e da boca. Caso contrário, quando isso acontece, aprender inglês assim pode se transformar numa experiência ainda mais interessante, e deliciosa!

É o que ocorre quando se percebe os nomes dados a alguns bombons sortidos que estão nas caixas de chocolate que são campeãs na preferência popular no país, como Lacta (5Star), Garoto (It e, possivelmente, Eclipse) e Nestlé (Smash e Charge). Na verdade, numa observação mais acurada nas prateleiras, displays, geladeiras e freezers de diferentes centros comerciais, palavras como sticks, classic, triple, butter, coffee, toffee, gum, kiss, fresh, mix, free, drops, tubes, white, dark, gold e tantas outras enfeitam embalagens de produtos nacionais ou importados, dividindo espaço com hits como M&M’s, Hershey’s, Pullman, Halls, Trident, Twix, Snickers, (Nutella) B-ready, Queensberry, Sprite, Red Bull, Monster e Keep Cooler, por exemplo.

Aliás, na próxima vez que você for a um ou outro estabelecimento comercial (padaria, mercearia, lanchonete, sorveteria, restaurante, conveniência, cantina, pizzaria, churrascaria, bar, supermercado, etc.), please lembre-se de reparar nas palavras que aparecem nas embalagens de balas, chicletes, pirulitos, sorvetes, picolés, refrigerantes, sucos e quetais que são vendidos nesses locais. Muitas delas, provavelmente a maioria, estão em língua inglesa. É o caso também de light, diet, fit, low e (pode acreditar!) zero, como em zero carb. E todas elas podem muito bem fazer parte do seu (amplo?) repertório linguístico, dear reader…

Já no contexto da livre concorrência e da guerra de mercado, nosso brigadeiro, arroz-doce, quebra-queixo, pé de moleque ou curau e nossa canjica, broa, maria-mole, paçoca ou cocada nem sempre conseguem fazer frente ao consumismo exacerbado e à supremacia inegável de milkshakes, banana splits, sundaes, doughnuts, marshmallows, brownies, cupcakes, puddings, muffins, cookies, wafers e waffles, pois eles pululam estrategicamente próximos dos caixas de lojas ou shops/stores que pipocam por shopping centers e arredores nos quatro cantos da Terra Brasilis.

Com tantas English words espalhadas por aí, a aprendizagem do idioma bretão pode ficar tão fácil quanto tirar doce de criança (como se dizia antigamente), desde que você preste a devida atenção nelas. Daí, sua vida de aprendiz pode ser mamão com açúcar (ou melzinho na chupeta, se preferir), como sugere uma manjada propaganda (em inglês!) que circula por aí: “Have a break, have a KitKat.” Se possível, como traz uma das suas embalagens, do tipo chunky, limited edition. Para o seu break ter “+ power”, quem sabe…

P.S.: Palavras da língua inglesa também podem estar nas embalagens de diversos salgados (ou salgadinhos) que são vendidos/comprados por todo o país, como fica escancarado sempre que nos deparamos com vocábulos como sandwich, hot dog, hamburger e bacon, ou Ruffles, Skiny, Cheez-It e Pringles, dentre outros.

(*) JERRY T. MILL é presidente da Associação Livre de Cultura Anglo-Americana (ALCAA), membro-fundador da ARL (Academia Rondonopolitana de Letras) e associado honorário do Rotary Club de Rondonópolis.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui