Cartazes colados em abrigos de ônibus causam poluição visual (Foto – Roberto Nunes/A TRIBUNA)

Segmentos de diversas atividades comerciais continuam afixando cartazes de propaganda em pontos de ônibus da cidade, tanto nos antigos como nos novos e modernos instalados pela Prefeitura. No Município, existe uma legislação onde especifica que a ação é proibida e causa poluição visual nos ambientes. Ao contrário de Rondonópolis, onde o poder público parece “fazer vistas grossas”, em Cuiabá o setor jurídico acionará as empresas para que façam a reparação dos danos.

Desde o ano passado, a Prefeitura de Rondonópolis vem padronizando as paradas de ônibus da cidade. No total, foram instalados 80 novos abrigos para atender usuários de ônibus, táxi e mototáxi.

 

 

———  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

A princípio, os novos abrigos seriam equipados com estação de recarga de celular, iluminação com lâmpadas de LED e lixeiras basculantes. No entanto, os equipamentos eletrônicos ainda não foram colocados em funcionamento.
Hoje, os novos abrigos feitos com parte de vidro viraram verdadeiras vitrines para cartazes de empresas de diversos segmentos, principalmente os instalados na região mais central, como em torno da Praça dos Carreiros.

Além da poluição visual, grande parte dos novos abrigos de passageiros já foi alvo de pichação ou danos, como os instalados na região do terreno da antiga Rodoviária da cidade, no cruzamento da Avenida Bandeirantes com Rua Fernando Correa da Costa.

(Foto – Roberto Nunes/A TRIBUNA)

As últimas ações de fiscalização contra a poluição visual nos abrigos de ônibus na cidade, que se têm notícia, foram em 2011, quando o secretário de Meio Ambiente era o servidor público Lindomar Alves, que fez o trabalho de fiscalização, agindo contra aqueles que usam os espaços dos pontos de ônibus como meio de divulgação de seus produtos e serviços, sem autorização do poder público.

Para o secretário de Meio Ambiente da época, colar cartazes, panfletos, adesivos e outros impressos nos abrigos de transporte coletivo é infração prevista na lei complementar 012 do Código Ambiental, onde as empresas responsáveis por tais atos poderão ser multadas por cada anúncio fixado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui