Deputado federal José Medeiros (Podemos): “ato de amanhã também será para reforçar o nosso apoio ao presidente Bolsonaro”

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizam neste domingo (1º), em Mato Grosso, manifestações em defesa do Governo Federal e do voto impresso auditável. Em Rondonópolis, a carreata/motociata está marcada também para as 15 horas, com saída do CAIS, e contará com a participação do deputado federal e vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, José Medeiros (Podemos). As manifestações também acontecem em todo o país.

Diante dos questionamentos sobre a confiabilidade da urna eletrônica, Medeiros reforça a defesa da transparência do processo eleitoral no país com o voto impresso auditável. “Vamos voltar às ruas, neste domingo, para apoiar o projeto de lei de autoria da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), que prevê a obrigatoriedade do voto impresso já na eleição do próximo ano. Liderado pelos movimentos de direita, a defesa do voto impresso ganhou força e representa hoje o desejo de milhares de brasileiros. Além disso, o ato de amanhã também será para reforçar o nosso apoio ao presidente Bolsonaro”, frisa o parlamentar.

Medeiros esclarece que o voto impresso não significa o fim da votação eletrônica, mas representa a segurança jurídica e a transparência do processo eleitoral tão exigida pelos eleitores. “O projeto propõe que uma cédula seja impressa logo após a votação na urna eletrônica, oportunizando que o eleitor possa conferir seu voto de forma mais transparente”, comenta Medeiros. Ele lembra ainda, que alguns movimentos de direita também pedem a contagem pública total dos votos.

“Todo sistema eletrônico no mundo já foi invadido, mas será que apenas a urna eletrônica do Tribunal Superior Eleitoral não? Para apequenar o debate, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, vem tentando desqualificar o movimento em defesa do voto impresso auditável. No entanto, o voto impresso já é defendido por boa parte da população brasileira, que só deseja eleições limpas”, finaliza Medeiros.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui