O que era um sonho distante hoje caminha para virar realidade. Assim podemos definir a luta pela viabilização da estrada alternativa entre Cuiabá e Rondonópolis, passando pelo Pantanal. Trata-se da MT-040, também conhecida como Estrada Verde, que é um projeto muito importante não apenas para a logística regional, mas também para o turismo.

Interessante dizer que a ideia de viabilizar a Estrada Verde foi do saudoso empresário e médico, rotariano Elmo dos Santos Bertinetti, falecido em 2017, mas que teve a ousadia de propor uma estrada que pudesse melhorar a vida da gente que mora no Pantanal, alavancar o turismo dessa região e ainda possibilitar um deslocamento entre as duas principais cidades do Estado numa época que a BR-364/163 ainda não era duplicada.

E essa sementinha foi crescendo com a criação do Comitê Pró-Rodovias, que surgiu justamente para tentar tirar do papel essa brilhante e necessária ideia, bem como com a adesão do A TRIBUNA, que abraçou a causa e, desde então, passou a defendê-la, a propagar seus benefícios e a aglutinar gente, principalmente lideranças políticas e da nossa sociedade.

Além de movimentar a MT-040, o Comitê e o A TRIBUNA também abraçaram a duplicação da BR-364/163, hoje quase toda concluída entre Cuiabá e Rondonópolis. E não foi fácil enfrentar anos e anos de mobilização em torno de uma estrada no “meio do nada”, com vários governadores passando pelo poder, com os problemas de interrupção de obras na época das chuvas, com inúmeros problemas com empreiteiras e obtenção de recursos…

É um projeto que foi dividido em quatro lotes e que cada um se desenvolveu de forma diferente ao longo dos anos. Se não fosse a sociedade civil rondonopolitana, a imprensa, em especial o A TRIBUNA, e as pessoas abnegadas, como o saudoso Dr. Elmo Bertinetti, tudo isso teria ficado no esquecimento. Mas, felizmente, conforme noticiado na edição de ontem aqui no A TRIBUNA, o Estado vai licitar de novo a execução as obras restantes da estrada entre os municípios de Santo Antônio do Leverger e Juscimeira.
Tomara que agora dê tudo certo e as obras realmente deslanchem. Por fim, quando da sua conclusão, uma justa homenagem seria nomeá-la como “Estrada Dr. Elmo dos Santos Bertinetti”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui