Produção estimada é de 32 milhões de toneladas, diminuição de 9,72% (Foto – Rafael D Marques)

A menor produção de milho na safra 2020/2021 foi confirmada pelo superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), que faz parte do Sistema Famato, Daniel Latorraca, durante sua participação em painel na Abertura Nacional da Colheita do Milho 2021 – Mais Milho 2021, na manhã de ontem (22/07), em Primavera do Leste.

De acordo com Latorraca é estimada uma redução de 13,96% nos rendimentos na safra 20/21, comparado a safra 19/20, com perspectiva de colher 93,8 sc/ha, e produção de 32 milhões de toneladas, diminuição de 9,72% no mesmo período. “Eram esperadas 36 milhões de toneladas do cereal, mas que agora devem ser colhidas cerca de 32 milhões de toneladas”, afirmou Daniel Latorraca.

O atraso na semeadura e colheita de soja fez com que parte das áreas fossem semeadas fora da janela ideal de cultivo do cereal, que aliado a falta de chuva e incidência de cigarrinha em algumas regiões, acabaram impactando as lavouras, sobretudo, nas fases de floração e enchimento de grãos, resultando em uma menor produtividade.

Leia o noticiário completo na edição impressa do Jornal A TRIBUNA desta sexta-feira (23/7). Assinaturas pelo telefone 3410-3533.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui