João Anaídes Cabral: polícia avança nas investigações do crime (Foto – Arquivo)

A Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT) subseção de Rondonópolis solicitou habilitação formal para acessar os autos da investigação do assassinato do advogado João Anaides Cabral Neto, ocorrido na madrugada do último domingo (18) em um rancho em Juscimeira. O caso está sendo acompanhado pelo advogado Bruno de Castro, que informou que a polícia vem avançando nas investigações.

Após reuniões com o delegado Regional de Rondonópolis, Thiago Damasceno e com os investigadores da Delegacia de Juscimeira, responsável pelo inquérito do caso, Castro explicou que já foram realizadas várias diligências e apreensões. A polícia tem suspeitos, já apreendeu celulares e está analisando câmeras de segurança da região onde ocorreu o crime. A perícia do local do assassinato também já foi concluída.

Conforme o advogado, a polícia trabalha com a hipótese inicial de latrocínio, porém outras linhas de investigação não estão totalmente descartadas. Ele acredita que as investigações estão ocorrendo de forma ágil e o acompanhamento do caso pela OAB local será mantido.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————

————————————————————————————

 

 

João Anaides Cabral Neto foi assassinado durante um roubo no município de Juscimeira. O crime aconteceu no Rancho Eldorado, zona rural da cidade. Segundo a Polícia Militar, a ação foi praticada por um grupo composto por entre seis e sete suspeitos encapuzados e armados. Antes de invadir a propriedade onde o advogado estava, eles invadiram outras propriedades, onde na primeira fizeram os moradores reféns e levaram R$ 1 mil em dinheiro e uma camionete Hilux cor branca.

Na segunda propriedade invadida, os bandidos roubaram uma camionete Ford F-350 de cor verde, deslocando-se em seguida até o Rancho Eldorado. Ali, renderam todas as pessoas presentes na propriedade, amarrando as vítimas, sendo que João Anaides e outra vítima foram colocadas separadamente em um banheiro.

Conforme os relatos, os bandidos começaram a subtrair os objetos pessoais das vítimas e, logo em seguida, ouviu-se um disparo de arma de fogo vindo do banheiro. A versão é de que um dos bandidos arrombou a porta do banheiro e efetuou um disparo na região da cabeça de João Anaides e saiu logo em seguida. O bando levou uma camionete SW4 do advogado e mais outra camionete de outra vítima.

Os bandidos deixaram cair no quintal do rancho um revólver calibre 38 carregado com seis munições intactas que foi encontrado pela polícia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here