A força do agronegócio impulsiona as exportações (Foto – César Augusto)

Rondonópolis fecha o primeiro semestre de 2021 como maior exportador de Mato Grosso e 18º do País. Conforme dados do Ministério da Economia, em seis meses Rondonópolis exportou um total de U$ 1.248,35 bilhão, o que representa 10,5% do total exportado por Mato Grosso no período e 0,9% do total das exportações brasileiras. A cidade teve superavit de U$ 898,69 milhões na balança comercial do semestre.

Mantendo os resultados positivos desde o início deste ano, o crescimento das exportações de Rondonópolis neste primeiro semestre em comparação com o mesmo período de 2020 chega a 33,1%.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

Neste primeiro semestre, a China foi o país que mais comprou produtos de Rondonópolis, somando U$ 459 milhões, com aumento de 34,3% com relação a 2020. Em seguida, vem a Indonésia, com exportações no valor de U$ 197 milhões e crescimento de 95,3% neste primeiro semestre em comparação com o mesmo período do ano passado.

A torta de soja e outros resíduos da extração do óleo de soja foram os produtos que representaram a maior parte das exportações da cidade no primeiro semestre, com 47% do total exportado. Na sequência vem a soja, mesmo triturada que representou 35% das exportações e o algodão não cardado, com 9,5%.

Somente no mês de junho, Rondonópolis exportou U$ 180 milhões, valor 9,8% maior que o registrado em junho de 2020. Contudo, em 2021, o mês de março foi o de maior destaque, quando foram exportados um total de U$ 287 milhões e um aumento de 57,2% com relação ao valor exportado em março de 2020.

IMPORTAÇÕES
Com relação às importações, Rondonópolis apresentou queda de 4,9% neste primeiro semestre de 2021 em comparação ao mesmo período do ano passado. No total, a cidade importou U$ 349,66 milhões e mesmo assim se mantém como maior importador de Mato Grosso. Os produtos importados pela cidade representam 38% do total das importações do Estado. No país, Rondonópolis aparece como 62º maior importador e as importações locais representam 0,4% do total importado pelo Brasil no período.

Os fertilizantes são os produtos que representam a maior fatia das importações da cidade. E o país que mais vendeu produtos para Rondonópolis foi a Rússia, com um total de U$ 84,3 milhões neste primeiro semestre, apresentando crescimento de 24,4% no volume importado com relação ao mesmo período de 2020.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here