Apesar da intensificação da colheita, os trabalhos seguem com atraso de 23,67 p.p. ante a safra passada (Foto – Rafael Marques)

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) registrou o maior avanço percentual de colheita do milho no estado desde o início do levantamento, porém, os trabalhos ainda seguem em atraso. Como já era esperado, a evolução e a entrada de maiores áreas em ponto de colheita no estado influenciaram esse avanço.

Desse modo, segundo o Imea, foi visto que os trabalhos a campo tiveram uma evolução de 12,78 p.p. em relação à semana passada, totalizando 22,49% das áreas colhidas. Entretanto, apesar da intensificação da colheita, os trabalhos seguem com atraso de 23,67 p.p. ante a safra passada, e ficam também 17,03 p.p. abaixo da média das últimas cinco safras.

Já para as regiões, com os maiores destaques seguem a Nordeste com (24,26%) colhidos, Norte (27,59%), Médio-norte (27,39%). Contudo, assim como era esperado, o órgão aponta que os rendimentos das lavouras colhidas começaram a apresentar menores queda, o que vem reafirmando a expectativa já projetada pelo mercado no estado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here