Eu gostaria de te oferecer uma poesia
Para você ler e sentir o gosto bom da vida.
São palavras simples sem muitos jargões
Quero que aprecies o belo das palavras lida.

Eu sei que não tens tempo para essas coisas
Poesia é para quem sonha acordado.
Eu sei… você precisa acordar para a vida
Despertar para os sonhos que batem à sua porta.

A poesia mexe com as nossas emoções.
O coração duro não dar o braço a torcer
As coisas são mais importantes que a poesia
Isso eu sei, é o que sempre vou ouvir dizer.

Mesmo assim eu insisto, ela está aqui
Falando de amor, sentimentos talvez sem expressões
Tempo para ler? Para amar? Não se tem mais tempo!
A lua não aparece mais nos contos enamorados!

Eu te ofereço essa poesia, pegue-a, leia-a!
Ou faça de conta que ela não existe
Se você deixar, ela vai falar
Que você tem sentimentos para dar e apreciar

Não despreze essa poesia que desenha
Sua vida em letras para fazer você pensar.
Carregue-a por onde você for
Talvez ela não sirva para nada, Então!
Rasgue-e, jogue-a fora, digas que é besteira
Mas, ouça-a,
O que ela diz sobre o amor.

(*) Isaías Dias é poeta e romancista. Membro da ARL. Autor do Livro, A Chalana do Adeus.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here