Ônibus já adquiridos continuam parados em pátio (Foto – Arquivo)

A compra de mais ônibus para a autarquia municipal do transporte coletivo, que ainda não existe, foi alvo de questionamento na sessão de anteontem da Câmara Municipal por meio de um requerimento do vereador Paulo Schuh (DC). Conforme vem sendo noticiado pelo A TRIBUNA, a Prefeitura vai licitar a compra de mais 26 ônibus para a autarquia que ainda deverá ser criada. Atualmente, 22 veículos já foram comprados e não entraram em operação.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Pelo requerimento, o vereador pede que a secretária municipal de Transporte e Trânsito, Mara Gleibe Ribeiro Clara da Fonseca, informe sobre a compra dos ônibus para a autarquia do transporte. Ele solicita ainda a quantidade de ônibus que deve ser comprada, qual o valor unitário dos veículos que serão adquiridos e a empresa ganhadora da licitação, quem foi responsável pelo estudo para definir a viabilidade da autarquia e qual o valor pago pelo estudo, quantos funcionários serão necessários para a autarquia do transporte e quando deve entrar em funcionamento. Além disso, onde será a sede da autarquia, qual será a data para o concurso para preenchimento das vagas e a previsão de funcionamento.

OUTRO REQUERIMENTO
Em um outro requerimento, o mesmo vereador pede à Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat), informações sobre os valores depositados no Fundo Municipal de Trânsito. Paulo Schuh, inclusive, aponta os números das contas do Fundo, solicitando o extrato dos últimos cinco meses, onde estão sendo aplicados os valores, demonstrativo dos pagamentos efetuados pelas contas e quais os projetos para atualização dos semáforos na cidade.
Na semana passada, o parlamentar reclamou que existem requerimentos na Casa, desde o mês de fevereiro deste ano, sem respostas da Setrat. Além disso, cobrou do prefeito Zé Carlos do Pátio (SD), a nomeação de um secretário exclusivo para a Setrat, já que a secretária de Governo Mara Gleibe da Fonseca é quem responde também pelo Trânsito.

A última informação que se tem dos valores depositados no Fundo Municipal de Trânsito é de 2019, quando a Prefeitura de Rondonópolis arrecadou quase R$ 20 milhões em multas de trânsito referentes aos anos de 2017, 2018 e os três primeiros meses de 2019. Os dados foram levantados pela reportagem do A TRIBUNA, após dois anos de muita insistência.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here