By Fernanda Neves

Estou completamente envolvida com a leitura do best-seller “A Bailarina de Auschwitz”, escrito pela húngara Edith Eva Eger. A autora, que foi bailarina e ginasta até os 16 anos, narra nesta obra a experiência de quando foi enviada à Auschwitz com sua família. Filha de pais judeus húngaros, Edith, que tem hoje pouco mais de 90 anos, é sobrevivente do Holocausto e uma psicóloga especializada em atendimento a pacientes com estresse pós-traumático. Sua obra deve ser lida por todas as pessoas que se importam com a própria liberdade e com o futuro da humanidade. Uma leitura bastante cativante e de ótima aplicação na vida.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here