Ao mesmo tempo em que cresce o acesso da população às redes sociais, a sociedade acompanha um aumento expressivo na proliferação de notícias falsas. Não que as fake news sejam novidades, elas sempre existiram, mas com o advento da internet e das novas redes que as pessoas usam para se conectar, elas ganharam um novo status e cada vez mais se tornam nocivas para a sociedade. Neste momento, é fundamental que a população compreenda a necessidade de checar as informações em veículos de comunicação que atuam com credibilidade. Na maior parte das vezes aquilo que chega pela corrente do aplicativo de mensagens, ou que o “amigo” publica em uma rede social não condiz com a realidade e pode causar graves prejuízos.

Exemplo de como as fake news podem sim provocar sérios prejuízos são as publicações falsas sobre a pandemia. Na edição de ontem (8), o A TRIBUNA trouxe dois casos ocorridos em Rondonópolis. Em um deles, uma notícia falsa distribuída por aplicativos de mensagens levou a confusão na vacinação e 32 professores foram imunizados sem que o Município houvesse autorizado. No outro caso, a difusão de informações falsas de que os leitos de UTIs em Rondonópolis são ocupados, em sua maioria, por pessoas que não residem na cidade tem gerado confusão e feito com que pessoas disseminem uma informação mentirosa com o intuito de legitimar um discurso nocivo, favorável aos interesses de uma pequena parcela da sociedade e prejudiciais para a maioria.

Diante do quadro atual, é primordial que as pessoas se certifiquem se a notícia que consomem e que enviam para outras pessoas seja verídica e o método de confirmação continua o mesmo: Uma olhada nas notícias publicadas por veículos de comunicação sérios e que contam com credibilidade resolve a questão. Há muita gente por aí que se vale das fake news pelos mais variados motivos, inclusive para prejudicar pessoas e até uma comunidade toda.

Esse papel de combater as notícias falsas também deve ser assumido pelos veículos de comunicação e por isso, o A TRIBUNA, que ontem comemorou 51 anos informando a sociedade, segue buscando sempre informar a população com a verdade dos fatos, mesmo quando esse fato possa não agradar a todos. Mostrar para a sociedade a realidade, até quando essa não é a almejada, é parte inseparável do jornalismo sério e com credibilidade.

“Há muita gente por aí que se vale das fake news pelos mais variados motivos, inclusive para prejudicar pessoas e até uma comunidade toda.”

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here