BOLSONARO CRITICA BARROSO E ROSA WEBER NÃO ALIVIA A CANETA DO STF CONTRA O PRESIDENTE

QUE QUE ISSO?
Quem achou que os ânimos entre Executivo e Judiciário estavam mais para amor do que para ódio se enganou. O presidente Jair Bolsonaro criticou, nesta segunda-feira (7), a decisão do ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a suspensão por seis meses do despejo de moradores em todo o país em meio à pandemia da covid-19. “O ministro Barroso aceitou agora uma petição do PSol. Olha só a que ponto chegamos, né? De modo que quem invadiu terra ou está ocupando imóvel desde antes da covid, pode ficar mais seis meses numa boa, tranquilo. É o fim da propriedade privada”, apontou Bolsonaro. Na verdade, a bronca de Bolsonaro era contra o Psol, que vem apoiando invasões urbanas em várias cidades brasileiras. O STF entrou de tabela.

CONTRATORPEDO
A ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber determinou que a Procuradoria-Geral da República avalie se o presidente Jair Bolsonaro cometeu os crimes de genocídio e charlatanismo durante a pandemia de covid-19. O despacho de Weber é resposta a ação impetrada pelo advogado Jefferson de Jesus Rocha, que não apresentou fatos concretos, mas citou ainda outros dois possíveis crimes de Bolsonaro para que ele seja alvo de denúncia: perigo para a vida ou saúde de outrem e fraude processual. A determinação de Rosa Weber para que a PGR avalie a petição é protocolar, já que cabe à Procuradoria se posicionar. Mas, na ausência de fatos concretos da ação a ministra poderia ter recomendado o arquivamento, mas preferiu ouvir a PGR antes. Weber poderia ter aliviado, mas preferiu o confronto.

SEIS POR MEIA DÚZIA
Tem muita gente comemorando o desfecho para cassação do mandato da deputada federal Flordelis, do Rio de Janeiro. Muitos nem sabem que assumiria a vaga dela caso a cassação se confirme. O 1º suplente do PSD carioca é o ex-deputado estadual Pedro Augusto. Desde dezembro de 2018, ele é investigado pela operação Furna da Onça, deflagrada pela Polícia Federal e que ganhou repercussão nacional por envolver o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e seu ex-assessor Fabrício Queiroz. Pedro Augusto é também cantor. Em seu site oficial, afirma já ter gravado 4 CDs e atingido a marca de 100 mil cópias vendidas. A deputada Flordelis também é cantora. Ela possui 4 álbuns e 1 EP publicados. Muita semelhança, ou será seis por meia dúzia?

TRAIDOR X FALASTRÃO
Em vídeo viralizado pelas redes sociais, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) defendeu o uso da palavra “traidor” para definir o presidente Jair Bolsonaro. Segundo ele, “é tão vital denunciar Bolsonaro que as pessoas gastam, às vezes, um montão de palavras feias para defini-lo. Mas basta só uma: traidor”. Ciro cita as “traições”, de acordo com ele, cometidas pelo presidente e que estariam ligadas ao prometido na campanha eleitoral de 2018. “Traiu a religião, porque defende a morte no lugar da vida, e prega o ódio, no lugar do amor e da superação. Traiu as Forças Armadas, traiu a democracia, traiu nosso País”, declarou. Durante a narração de Ciro no vídeo, a palavra “traidor” aparece estampada em prédios. Nem vou arriscar dizer como Bolsonaro denominará Ciro em sua resposta. Façam as suas apostas!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here