Emanuel Pinheiro: “Críticas a jogos da Copa América em Cuiabá não seria mais uma de suas birras contra o governador Mauro Mendes…?”

1 – SENHORES E SENHORAS,
comentamos aqui na Coluna por diversas vezes, da possibilidade do atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), disputar o governo estadual nas próximas eleições. Agora estamos vendo que Emanuel Pinheiro foi destaque em veículos de comunicação de nível nacional, após se pronunciar contrário à realização de jogos da Copa América em Cuiabá, apresentando um descontentamento em relação à realização do evento esportivo na capital, uma vez que todo país ainda sofre com a pandemia do coronavírus. O prefeito da capital chegou a exigir doses da vacina contra a Covid-19, em contrapartida a realização do evento. Para Emanuel Pinheiro, um evento de grande porte como este, seria desaconselhável porque não se sabe ao certo como será a movimentação das pessoas em torno dos jogos.

Estaria o prefeito preocupado mesmo com o enfrentamento da crise de saúde pública ou seria mais um ato político, pois se sabe que o evento não irá receber público. Não seria mais uma de suas birras contra o governador Mauro Mendes (Dem)? Mas temos que avaliar as questões das delegações que a capital poderá receber. E vale lembrar que agora existe o risco de contaminação mais agressiva de novas cepas da Covid-19. Diante disso, pelo sim ou pelo não, uma situação desta deveria ser bem avaliada. E como disse o próprio prefeito de Cuiabá, o Município cuiabano não participou desta decisão para Cuiabá sediar jogos da Copa América. A decisão da realização de jogos do Torneio, tendo como sede a Arena Pantanal, não é de responsabilidade do Município, mas sim do Governo Federal, Confederação Brasileira de Futebol e Governo do Estado. “Se dependesse do município de Cuiabá, nós seríamos contra. Mas como já houve a decisão temos agora que tomar todas as medidas de precaução para proteger a saúde e a vida das pessoas”, externou o prefeito. Agora o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, filho do prefeito, também quer que Cuiabá receba 670 mil doses de vacina para a imunização da população inteira da capital de uma só vez. Será que consegue? Ao menos notoriedade em todo Brasil já conseguiu.

ESTE ANÚNCIO
sobre a realização da Copa América no Brasil em plena pandemia da Covid-19 tem dividido governadores. Enquanto Mauro Mendes (DEM) até ligou para o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, colocando a Arena Pantanal, em Cuiabá, à disposição do torneio, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), já determinou que o seu Estado não fará parte das sedes. Este é mais um tema que acabou se politizando no Brasil, do presidente Bolsonaro contra os seus adversários. E tudo visa as eleições de 2022, quando o presidente estará disputando uma reeleição.

José Carlos do Pátio: “Voltou a ser cobrado na Câmara pela falta da nomeação de um secretário de Trânsito já no sexto mês da sua nova gestão…”

2 – O QUE
está sendo bastante cobrado no âmbito municipal, tanto na esfera administrativa, política e popular, é a indicação de um secretário de Trânsito para o Município. Já estamos no mês de junho e até agora o prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) não indicou secretário para uma das suas pastas mais problemáticas. Hoje quem responde pela pasta é atual secretária de Governo, Mara Gleibe, e logo já lembramos daquele ditado: “Dois sentidos, não trabalha um…”. A pasta do Governo é pesadíssima e cheia de responsabilidades, assim como a do Trânsito. Agora imagina responder por duas responsabilidades destas? Na última sessão da Câmara Municipal, quem cobrou uma posição do prefeito, foi o vereador Paulo Schuh (DC). “Se o prefeito não tem competência para indicar um secretário para o Trânsito, que ele passe para nós vereadores que iremos apontar nomes de gabarito para fazer a gestão da pasta. Da forma como está não pode ficar. Nem os requerimentos dos vereadores sobre questões importantes do trânsito estão sendo respondidos. Tenho requerimento do mês de fevereiro que até hoje não teve resposta”, reclamou o vereador.

Sabemos que hoje o trânsito da cidade tem muita coisa para ser resolvida, como exemplo a questão na fiscalização eletrônica, que está desativada há bastante tempo, falta de sincronização dos semáforos, sinalização de vários bairros, além dos problemas apontados pelo A TRIBUNA na Avenida do Estudantes na rotatória do Parque São Jorge, onde a coisa tende a se complicar a partir da ligação das vias que ligam a ponte da W-11 ao anel viário, os constantes congestionamentos na ponte da Avenida Beira Rio, dentre tantos outros.

3 – CAUSANDO
muita indignação na população é o fato de após a Prefeitura e a Cooperativa de Trabalho do Vale do Teles Pires (Coopervale) serem alvos da Operação Esforço Comum, desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), ainda ser aprovado na Câmara a autorização para um empréstimo de R$ 55 milhões no Banco do Brasil, inclusive para compra de ônibus para a autarquia do transporte coletivo que ainda não existe.

O prefeito Zé Carlos do Pátio decidiu fazer um empréstimo, via Banco do Brasil, no valor de R$ 55 milhões também para compra de maquinários, instalação de semáforos e de iluminação de led em vários pontos da cidade. Após aprovarem, os vereadores declararam que irão fiscalizar. Será que vão mesmo? Pelo menos nós da imprensa estaremos aqui para cobrar esta fiscalização e divulgar os desembaraços da operação, que nos bastidores locais se comentam que muitos bichões do poder publico e até lobistas podem sair algemados pelo Gaeco.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here