O que temos – se não esperança?

Por Marcio Martins

Por um ângulo filosófico o que seria esperança? Quem sabe seria confundido com fé? E a psique humana é movida por esperar? O ato específico de esperar no cotidiano significa o que… Você espera muito?

Vejamos que – Inclusive tudo e qualquer tempo e coisa se espera, ou é – tem – é… Digamos que a força interna de esperar é também de uma ação ativa ou não… Aqui abrimos precedentes para destacar a diferença entre esperança e fé, vejamos que vale a reflexão mais profunda.

Com luzes no que não (está sendo) é um tempo fácil para ter proatividade, no entanto, como estamos e aí-aqui me incluo nessa realidade, já em se tratando e nos manuseios de nossas vidas, no âmbito pessoal, laboral, estudo e lazer saudável…

Vamos por partes como diria Jack, pois são tantas emoções complexas e tensas que nem sabemos ainda se saberemos lidar um dia, tal o saber e o executar dessa saber, normalmente não é tão simples como se escreve – pois discurso sempre é lindo, limpo, polido e porque não ficticiamente mentiroso.

Mentir para si mesmo é sempre a pior mentira, mas não sou mais tão criança a ponto de saber tudo… (Legião Urbana…).
Tudo da simplicidade a complexidade – somos por definição e muitos pesquisadores concordam que está entre as emoções mais importantes a serem experimentadas, essa tal complexidade? Não a esperança.

O psicólogo norte-americano Charles S. Snyder, autor do livro Psicologia da Esperança, afirmava que o sentimento é uma espécie de “ideia motivacional”. Uma habilidade para gerar caminhos ou rotas rumo aos objetivos, serã que será?

Para as controvérsias e seus não simpatizantes “a esperança pode não apenas levar a uma vida mais leve, mas também auxiliar no tratamento de doenças, tais como estão em voga”, como assim… Portanto a desesperança é vista como desamparo, desespero e da depressão, mas o que temos se não o enfrentamento e alimentar as possibilidades de se fortalecer, temos isso?

 

(*) Marcio Martins é coordenador do Grupo de Estudos em Neuropsicologia e Psicanálise,GENeP. Membro Associado à Sociedade Brasileira de Neuropsicologia, SBNp. @marciomartins6140

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here