Registro mostra o kit alimentação entregue pelo Município, com apenas sete itens (Foto – Divulgação)

Pais de alunos da rede municipal de educação estão reclamando da redução dos componentes do “kit alimentação”, que é distribuído na pandemia pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio das escolas municipais. Eles querem entender porque este ano as famílias têm recebido quantidade menor de produtos em relação a 2020.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

As reclamações começaram ainda no início do ano letivo, quando os pais notaram a ausência de arroz no kit, porém a situação continua a mesma. Neste ano, segundo os pais, o kit alimentação está composto de uma dúzia de ovos, um pacote de macarrão, um pacote de feijão, um pacote de bolacha, algumas laranjas, um litro de óleo e um pacote de sal.
Os kits são retirados pelos pais nas escolas, mas pedem para os pais levarem sacola para a retirada. “Até a sacola para por os produtos dentro para poder levar para casa os pais que devem levar na escola!”, relatam os pais.

No início de abril, a Câmara Municipal chegou a pedir explicações para a Secretaria Municipal de Educação sobre a entrega dos kits. Na ocasião, a Semed informou que foram distribuídos 22 mil kits de alimentação escolar, beneficiando todos os alunos da rede municipal de ensino nos primeiros meses de 2021.

Quanto ao valor investido, ressaltou que cada kit custou R$ 58,50 e a verba para a merenda escolar é proveniente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do próprio Município. Para este ano, o recurso federal previsto para a merenda é de R$ 2.314.250,00 e o municipal é de R$ 1.677.322,00. A Semed destaca que o valor é repassado para cada unidade escolar conforme o número de alunos matriculados e de acordo com a modalidade de ensino.

O kit alimentação foi criado após a suspensão das aulas presenciais na rede municipal ainda em março de 2020 em função da pandemia. Ele é destinado aos alunos matriculados nas escolas municipais e preparados com recursos da merenda escolar. De acordo com a Semed, a previsão é de entregar 10 kits ao longo do ano.

Como os alunos não estão presentes nas escolas, onde teria a merenda disponível, foi definido que serão selecionados produtos para composição de um kit para complementar a alimentação das crianças em casa. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, cada aluno tem direito a um kit alimentação por mês, que é retirado nas próprias escolas.
O cálculo para a quantidade de produtos que compõe o kit alimentação seria feito com base no gasto por aluno em merenda.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here