Enquanto viver não desiste de mim!
Seja intenso, fraco ou forte.
Seja o que for. Nunca desista do amor!

Quantos tombos a vida de deu!?
Seja na alegria, na tristeza ou na dor.
Seja você. Nunca desista do amor!

E que dizer das inúmeras desilusões!?
Seja na decepção, no deleite ou no amargor.
Simplesmente seja. Nunca desista do amor!

E quando a vitória esperada não chegar!?
Seja na frustração, no desgosto ou no rancor.
Seja resiliente. Nunca desiste do amor!

 

 

(*) Jorge Manoel é jornalista, intérprete de libras e poeta em Rondonópolis.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here