Equipamentos da usina de asfalto que será instalada pela Coder – (Foto – Arquivo)

A usina de asfalto a quente (Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), anunciada pelo Município desde 2019, mas que até agora não foi colocada em funcionamento, vai entrar em operação em uma área do Município no Distrito Industrial Vetorasso.

A informação foi repassada pelo diretor da Coder, Argemiro Ferreira, na Câmara Municipal, após o vereador José Felipe (Pode) cobrar da Prefeitura de Rondonópolis informações acerca dos equipamentos da usina, por meio de um requerimento.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

“Desde que assumi a Coder em 22 de outubro de 2019, o prefeito Zé Carlos do Pátio pediu empenho para colocar a usina para funcionar. Porém, desde lá, esbarramos em várias situações, sendo a principal delas de que a usina não poderia funcionar na sede atual da Coder, que fica no perímetro urbano, por impedimentos das leis ambientais e do Código de Postura do Município.

A partir disso, começamos uma maratona para conseguir uma área para a instalação do complexo da usina de asfalto e de outros serviços da Coder. Chegamos à definição de uma área no Distrito Vetorasso, que também precisou do aval da Câmara Municipal”, explicou Argemiro Ferreira. Ele acrescenta que, para a instalação do complexo da usina de asfalto, já conseguiu liberação dos órgãos ambientais e a obra está na fase de terraplanagem e escavação para a colocação das estacas.

Por meio de um requirimento encaminhado à Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), o vereador solicitava documentos e informações relacionados à usina de asfalto, como cópia da nota fiscal do equipamento, valor do equipamento e a fonte pagadora do mesmo, onde já foi utilizado o referido equipamento e qual o impedimento para o uso atual do mesmo, sendo que várias vias da cidade estão com necessidade urgente de pavimentação asfáltica, a exemplo das vias do Distrito Industrial Rondonópolis.

“O requerimento foi retirado após o diretor da Coder fazer as explanações sobre o projeto da usina. A partir das suas declarações na Câmara, ficamos mais inteirados e seguros sobre o assunto”, externou o vereador José Felipe.

Os equipamentos, que fazem parte dos investimentos realizados pelo Governo Federal, foram entregues na cidade no dia 10 de junho de 2019, por meio da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia, totalizando R$ 3.060.953,00. A contrapartida da Prefeitura foi de R$ 440.219,86.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here