Lendo a matéria “Travessia Urbana: Trechos da BR-364 às escuras do antigo Trevão ao Lourencinho”, em 25/04/2021, vejo o quanto é importante nós como usuários desse trecho de rodovia urbana dando acesso ao distrito industrial de Rondonópolis deixar registrada a indignação quanto a prestação de serviço público e federal aqui em nossa cidade. Foi feito um investimento bastante significante financeiro pelo estado e município. E o representante que fica pra fazer a fiscalização do trabalho e a conservação da obra fica a deixar lamentável?

Tem um representante do DNIT aqui, o qual tem o poder de fiscalizar e cobrar para que tudo ocorra de forma certa. Não faz a seu trabalho ou não tem competência pra cobrar!

Nunca vi a via iluminada no seu 100% nesse trecho, que seria pra ser bem iluminado. Fica na escuridão total próximo a Iveco e Rota Oeste Scania. Quando foi inaugurada teve a iluminação perfeita pras câmeras. E lá estava o pai da criança, o nosso representante federal e, como todo o pai que quer ver seus filhos crescendo e ter boas notas e bem-educado, fica a desejar também, pois ele tem sua assessoria pra deixar ele a par de tudo. Muito triste ver o descaso do poder fiscalização.

Próximo ao portão da Bunge tem um transformador que alimenta a iluminação desse trecho. Foi feito um trabalho na rede da média tensão com rede compacta e, nessa derivação pra alimentar o trafo, fechou um curto circuito com uma fase e cordoalha de aterramento, onde veio o rompimento dos mesmos e isso está há meses e nada da empresa responsável pelo serviço fazer o reparo que é coisa simples. E essa iluminação está sendo feita nas cidades vizinhas ao longo da BR 163 sentido Cuiabá a capital do Estado.

Gostaria também de convidar o A Tribuna MT para fazer uma reportagem sobre as condições que se encontram a rodovia de Rondonópolis até Jaciara, onde a concessionária que é responsável pelo trecho está deixando de cumprir o contrato de conservação da via.
Lembrando que a cobrança continua e não vejo o empenho de resolver isso rápido, nesse trecho muitos carros estão sendo danificados com acidentes sérios. Próximo ao hotel Marihá tem uma curva e bem no centro da pista tem um enorme buraco, levando o motorista ao acidente, outro ponto crítico que tem até cones sinalizado e fazendo afunilamento da pista em placa de Santo Antônio.

É muito triste ver o estado que está essa rodovia com pouco tempo de uso e com uma manutenção precária e reduzida no montante de problemas que ela vem se alastrando ao longo da via. Fica aqui uma crítica construtiva mostrando pontos que precisam de urgente atenção pela concessionária da via ou reduzir o valor do pedágio ou até mesmo não cobrar esse pedaço de trecho até Jaciara onde fica a outra praça de cobrança.

(*) Evanildo Azevedo dos Santos é leitor do A TRIBUNA.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here