Durante o tempo em que atuei como professora efetiva do Campus Universitário de Rondonópolis/UFMT (1991-2012) tive o prazer e a oportunidade de dar aulas de didática para o Curso de Enfermagem.

Confesso que foi uma experiência ímpar para mim pois, até então, sempre havia trabalhado com turmas dos cursos de licenciatura: pedagogia, letras, matemática e história, ou seja, nunca com estudantes de cursos de bacharelado, que, não necessariamente poderiam se interessar pela área da educação.

Era os anos de 2009 a 2011 e eu procurava não me ater aos aspectos técnicos da disciplina, mas nos seus fundamentos teóricos metodológicos, de modo a que os educandos percebessem que ministrar aulas não se resume a dominar determinados métodos e técnicas de ensino.

É preciso ir além, estabelecer uma relação de certa forma amorosa com o educando, por meio da qual, é possível conhecer seus interesses, necessidades, desejos, ansiedades para, a partir daí, definir planos de ensino mais coerentes com uma prática educativa transformadora.
Pelos retornos que recebo até hoje quando reencontro alunos da enfermagem daquele tempo, mesmo os que não seguiram a carreira docente, sinto que agi acertadamente. Claro, não fui a única, mas fiz a minha parte no sentido de formar enfermeiros comprometidos tanto com seu trabalho, quanto com as pessoas que passam por eles necessitando não só de cuidados, mas de atenção e carinho.

Tenho uma irmã enfermeira (Wanda Vasco Arena da Costa). Ela é efetiva nas Clínicas em Ribeirão Preto/SP e sempre foi uma referência de profissional da área da saúde para mim. Tenho muito orgulho dela. Mas está distante, nosso contato é sempre online.

Como paciente oncológica posso citar a diferença de um atendimento de primeiríssima qualidade que recebo aqui em Rondonópolis/MT na OncoPrime, Clínica Médica que oferece todo cuidado e atenção que você merece.
Dentre os profissionais que atende na OncoPrime, além do Dr. José Spila Neto e suas secretárias, funcionárias e enfermeiras, todos(as) excepcionais, destaco uma, porque, realmente, ela faz a diferença na minha vida e na de milhares de pessoas devido à sua competência profissional e, sobretudo, pelo jeito alegre e carinhoso que nos atende, desde nossa chegada na clínica, durante todo o tratamento e quando saímos: a enfermeira BRUNA RODRIGUES DE ALMEIDA DA SILVA. Ela não foi minha aluna, mas, realmente, Bruna é demais! A gente se sente como se estivesse no colo da mãe ou da avó, mesmo que não possamos nos abraçar por causa da pandemia, sinto-me abraçada por ela tamanho e o calor de suas palavras. BRUNINHA, EU TE AMO. MUITO OBRIGADA!

Que muitas enfermeiras sigam seus passos para que nós, pacientes, possamos nos sentir seguros, amparados e amados, como eu me sinto!

(*) Wilse Arena da Costa, Profa. Doutora em Educação. Palestrante, Escritora e Membro Fundadora da Academia Rondonopolitana de Letras/MT, Cadeira n° 10. Contato: [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here