Cláudio Ferreira: “Um representante legítimo faz o que o povo quer que o seu representante faça” – (Foto: Roberto Nunes/A TRIBUNA)

O poder público, tanto municipal como estadual, não vem representando a vontade popular nesse momento de pandemia. A avaliação é do comerciante Cláudio Ferreira, o Cláudio Paisagista, que foi candidato a prefeito em 2020.

“Um representante legítimo faz o que o povo quer que o seu representante faça. Nesse sentido, o povo de Rondonópolis não tem verdadeiros representantes, pois a grande parte da sociedade não quer mais isso – lockdown. Onde estão os deputados e o prefeito?”, disse.

“Não há comprovação científica alguma da eficiência do lockdown. Os serviços são responsáveis por grande parte do PIB de Rondonópolis. Ao meu sentir, a administração municipal está se isentando, apostando no quanto pior melhor. Daqui uns dias aparece oferendo algum favor do município, alguma bolsa microempresário”, avaliou.

Ele observa que a pandemia tem provocado mortes por todo o país e Rondonópolis segue numa trajetória de incertezas em relação ao controle da doença.

“Enquanto isso a pandemia segue afetando a economia e acirrado os ânimos na política. Infelizmente, pelo que se percebe ainda, temos muitas dificuldades a serem superadas, tanto na saúde quento não economia. Pelo visto, o último decreto municipal não foi suficiente para acalmar os ânimos da sociedade, sendo que no dia de ontem (13) um número de pequenos empresários se reuniu em frente à Prefeitura, onde manifestaram contrários ao fechamento de empresas na cidade. As forças de segurança continuam fechando empreendimento e isso tem provocado enorme insatisfação entre o setor. O Estado e o Município tiveram tempo e dinheiro pra resolver parte do problema e não fizeram seu dever”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here