Reunião do Comitê de Gestão de Crise para o Coronavírus foi realizada na noite de ontem na Prefeitura – (Foto – Divulgação)

Com a reclassificação de Rondonópolis em relação ao risco de contaminação para a Covid-19 (agora “alto” – não mais “muito alto”), uma reunião do Comitê de Gestão de Crise para o Coronavírus foi realizada na noite de ontem (13), ficando definido que um novo decreto será publicado com alterações válidas a partir de hoje (14).

Segundo a Prefeitura, o comércio está autorizado a voltar a funcionar e as aulas presenciais nas escolas particulares podem retornar. Será mantido, no entanto, toque de recolher após as 21h com permissão de abertura dos estabelecimentos até as 20h.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

O Comitê também definiu pela liberação do funcionamento de supermercados aos sábados e domingos até as 20h. No caso das Igrejas, poderão funcionar também até as 20h de segunda-feira a sexta-feira, bem como aos sábados e domingos, porém devem manter a lotação de até 50% do espaço.

Também não há restrições quanto a venda e consumo de bebidas alcoólicas na cidade de Rondonópolis.

O novo decreto municipal ainda não havia sido publicado até o fechamento desta edição do A TRIBUNA.

Mas deve começar a valer já a partir de hoje. As alterações foram informadas pelo prefeito José Carlos do Pátio após reunião do Comitê realizada na Prefeitura.

Pátio afirmou que a reclassificação do município, que saiu do risco “muito alto” para “alto”, somente foi possível após a implantação de 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Municipal Antônio dos Santos Muniz e mais 20 no Hospital Regional de Rondonópolis.

O prefeito lembrou que Rondonópolis chegou a ter mais de 50 pessoas aguardando uma vaga de UTI e, com mais 30 leitos, foi possível zerar essa fila.

“Eu quero pedir a todos compreensão e que tomem cuidados, tenham calma, equilíbrio. Que as pessoas mantenham o distanciamento e respeitem os horários estando todos em casa após as 21 horas. As pessoas precisam ser compreensivas porque se piorar teremos que retornar a adotar a lei seca”, pediu Pátio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here