Em Rondonópolis, a maior parte das mortes ocorreu entre pessoas com mais de 61 anos – (Foto: César Augusto)

 

Análise dos dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) sobre a Covid-19 em Rondonópolis realizada pelo A TRIBUNA mostram que 65,95% das pessoas que morreram em função da doença na cidade tinham algum tipo de comorbidade, como hipertensão, diabetes, problemas cardíacos ou respiratórios. Enquanto que 34,05% não apresentavam nenhum tipo de comorbidade.

Conforme último boletim epidemiológico da Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde, desde o início da pandemia 583 óbitos foram registrados na cidade. A maior parte das mortes ocorreu entre pessoas com mais de 61 anos.

Atualmente, a taxa de letalidade da Covid-19 em Rondonópolis, que indica a quantidade de mortos em relação ao total de infectados pela doença, é de 2,60%. Já, a taxa de mortalidade, que é a quantidade de mortos pela Covid-19 de acordo com o total da população, é de 2,645.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Dados também mostram que a taxa de internação de pacientes de Rondonópolis com Covid-19 é de 19,79 para cada mil habitantes. Desde o início da pandemia, 4.600 pessoas foram internadas com sintomas da doença na cidade. A maior parte das pessoas que precisaram de internação tinha entre 51 e 60 anos. Essa faixa etária representou 19,59% dos pacientes internados ao longo da pandemia.

Em segundo, estão pessoas com idade entre 61 e 70 anos, que representaram 18,41% dos pacientes internados. Seguido da faixa etária de pessoas entre 41 e 50 anos, com 16,33% dos internados. Somente 8 crianças com menos de 5 anos precisaram de internação pela doença na cidade, ou seja, 0,17% do total de internações.

Levantamento dos dados mostra ainda que entre os 23.761 infectados com o coronavírus em Rondonópolis, desde o início da pandemia, 91,26% conseguiram se recuperar da doença. Ainda, 84,27% das pessoas que tiveram confirmação para infecção pela Covid-19 apresentaram algum tipo de sintoma. Somente 15,73% ficaram assintomáticos.

A maioria das pessoas infectadas tinha entre 31 e 40 anos (23,60%), seguido daqueles com idade entre 21 a 30 anos (19,95%), dos de 41 a 50 anos (19,67%) e de 51 a 60 anos, que representaram 13,68% dos infectados. Entre as faixas etárias com menos número de infectados estão as crianças com idade entre 6 e 10 anos (1,33%), idosos com mais de 80 anos (1,78%) e crianças menores de 5 anos (1,87%). A maior parte dos infectados pela Covid-19 tinha em média 40,8 anos.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here