Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 56.766 novos casos de Covid-19 no Brasil – (Foto: Arquivo)

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgados na tarde de ontem (4) mostram Mato Grosso à beira de um colapso na rede de saúde. A taxa de ocupação de leitos de UTIs no Estado atingiu 96,86%. São apenas 20 leitos disponíveis em toda a rede pública.

A situação mais crítica está na regional de saúde de Rondonópolis, onde o número de pessoas internadas na UTI supera a capacidade dos leitos exclusivos para covid-19 (veja matéria nesta página).

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

O Hospital e Maternidade São Lucas, de Primavera do Leste, que também compõe a regional de saúde de Rondonópolis, contava ontem com 22 pacientes internados em leitos de UTI, 2 a mais que o total de leitos Covid-19, que são 20.

Situação parecida ocorre no Hospital Municipal Coração de Jesus, de Campo Verde, que dispõe de 10 leitos de UTI covid-19 e ontem estava com 12 pacientes internados.

Além desses, também não há mais vagas disponíveis no Hospital Municipal Milton Pessoa Morbeck, de Barra do Garças, Hospital Regional de Peixoto de Azevedo, Hospital Municipal de Pronto Socorro de Cuiabá, Hospital Regional de Sorriso, Hospital Regional Dr. Antonio Fontes de Cáceres e Hospital Universitário Júlio Muller de Cuiabá.

Atuam no limite o Hospital Regional Hilda Strenger Ribeiro, de Nova Mutum, com 1 leito de UTI disponível, Hospital Municipal São Benedito de Cuiabá, com 3 leitos de UTI disponíveis, Hospital Municipal de Juína, com 1 leito de UTI, Hospital Metropolitano em Várzea Grande, que conta com 8 leitos disponíveis, Hospital Regional de Sinop, com 4 leitos disponíveis, Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, com 7 leitos de UTIs disponíveis, Hospital e Maternidade Santa Rita, de Várzea Grande, com 4 leitos disponíveis, Hospital de Regional de Água Boa, com 2 leitos disponíveis, Hospital Vale do Guaporé de Pontes e Lacerda, com 2 leitos, e Hospital Municipal Arlete Dayse Cichetti de Brito de Tangará da Serra, com 4 leitos de UTIs.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here