Governadores adotam restrições às atividades urbanas e tentam conter pandemia em seu pior momento – (Foto – Fernando Frazão/Agência Brasil)

Em meio ao momento mais duro da pandemia de covid-19 desde seu início, há um ano, governos estaduais têm decretado medidas para aumentar o isolamento social restringir a aglomeração de pessoas.

Vários estados brasileiros decidiram ampliar as restrições na tentativa de conter a pandemia e evitar colapsos. Na quinta-feira (25/2), o país registrou 1.582 óbitos pelo novo coronavírus, o maior número de mortos pela pandemia em apenas um dia.

Região Norte

O Acre adotou medidas para conter a contaminação pelo coronavírus. Além da pandemia, o estado enfrenta outras crises com um surto de dengue, enchentes que atingiram mais de 130 mil pessoas e uma crise migratória de haitianos que tentam entrar no Peru, que está com as fronteiras fechadas.

O estado está desde o início do mês em bandeira vermelha, com todos os serviços não essenciais fechados. A medida, tomada em razão da ocupação de quase 100% dos leitos para covid-19, vale até o dia 1º de março.

Em Roraima, o governador Antonio Denarium assinou decreto mantendo até o dia 15 de março, a suspensão do transporte coletivo interestadual como medida para tentar conter o avanço do novo coronavírus.

Região Nordeste

O Ceará adotou medidas para restringir a circulação de pessoas. O toque de recolher proíbe a circulação de pessoas em todo o estado no período entre 22h e 5h, com exceção para o uso de serviços essenciais. Determinação vale até este domingo (28).

Os estados de Pernambuco e do Piauí também estabeleceram toque de recolher. Na Paraíba, o toque de recolher também entrou em vigor desde o dia 24 deste mês e vai até dia 10 de março.

Na Bahia, o governador Rui Costa decretou medidas restritivas para evitar a circulação de pessoas. O decreto estadual suspende todas as atividades não essenciais a partir das 17h até 5h desta segunda-feira (1º) em todos os 417 municípios do estado da Bahia.

Região Sudeste

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou, na quarta-feira (24), toque de recolher em todo o estado, das 23h às 5h. A medida segue até 14 de março.

Região Centro-Oeste

O governo de Mato Grosso do Sul também determinou o toque de recolher em todo o estado. A medida prevê a adoção do toque de recolher em duas faixas: para os municípios que nas bandeiras cinza e vermelha, a restrição para circulação de pessoas estão enquadrados é das 22h às 5h.

Região Sul

No Paraná, serviços e atividades não essenciais serão suspensos até o dia 8 de março. No período, haverá também proibição da circulação de pessoas em espaços e vias públicas das 20h às 5h. As aulas também serão suspensas.

Em Santa Catarina, o governo anunciou o fechamento de serviços não essenciais das 23h de sexta-feira até as 6h de segunda-feira (1º). No Rio Grande do Sul, o governo decidiu ampliar as medidas restritivas, suspendendo temporariamente o sistema de cogestão regional. A medida suspende as atividades não essenciais das 20h às 5h, em todo o estado até o dia 2 de março.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui