Empresário mato-grossense segue acreditando no título do Internacional – (Foto: Arquivo)

Após doar R$ 1 milhão para que o jogador Rodinei, do Internacional, pudesse ser escalado na partida do último domingo (21) contra o Flamengo, já que ele está emprestado pelo próprio time carioca ao Inter e para atuar contra o seu clube uma multa estava prevista em contrato, o empresário Mato-grossense Elusmar Maggi Scheffer voltou atrás da promessa de injetar dinheiro no São Paulo para que a equipe vença o Fla na próxima rodada.

Após a derrota no domingo, o Internacional passou a depender de uma combinação de resultados para ser campeão.

Além de ganhar do Corinthians, na próxima quinta-feira, pela 38ª rodada, o Colorado precisa que o São Paulo vença ou empate com o Flamengo, no Morumbi, por isso a promessa de, como é conhecido no mundo do futebol, “pagar bicho” ou “mala branca”, ações ilegais, porém bastante comuns.

“Envolto em emoção, afirmei que poderia participar da última rodada com aporte financeiro ao São Paulo, algo que considero equivocado. Sei que não é ético, aceitável, nem necessário este tipo de coisa, já que o São Paulo, como grande clube que é, não precisaria de qualquer incentivo para tentar a vitória. Peço desculpas pelas palavras ditas no calor do momento”.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here