Empresa argumenta que terminal ferroviário não oferece nenhuma dificuldade aos caminhoneiros que diariamente descarregam no complexo – (Foto – Arquivo)

 

Após o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários de Rondonópolis e Região (STTRR) denunciar que os trabalhadores do transporte de grãos e outros produtos ainda estão com algumas dificuldades para a entrega de cargas no Terminal Ferroviário em Rondonópolis, a concessionária Rumo Logística procurou o A TRIBUNA para rebater as denúncias, afirmando que o espaço não oferece nenhuma dificuldade aos caminhoneiros que diariamente descarregam grãos para embarque nos trens.

Segundo informado pela empresa, no terminal, o tempo médio de espera de um motorista é abaixo de 5 horas para descarregar e ter sua saída liberada, não existindo casos de espera de 4 dias.

“Os agendamentos feitos pelas tradings junto aos transportadores são planejados para que não ocorram atrasos nem concentrações na entrega da carga no terminal”.

Ainda informou que o terminal está com plena capacidade disponível para o escoamento da super safra de grãos prevista para este ano.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

Com relação a denúncia de bloqueios de CPF de motoristas, a Rumo informou que não existe nenhum tipo de discriminação, pois a empresa executa procedimentos legais para verificar a regularidade tanto da documentação profissional dos caminhoneiros quanto da carga transportada e que cumpre todas as obrigações legais junto aos órgãos reguladores para manter sua operação.

Para casos de pronto-atendimento médico, a concessionária disse que mantém um ambulatório e bombeiros socorristas sempre prontos para prestarem os primeiros socorros aos caminhoneiros que utilizam o terminal.

O representante do STTRR tinham informado que o pátio de veículos do terminal ferroviário necessita urgente de uma ambulância no local, de forma permanente, para atendimento aos motoristas.

Além disso, que os motoristas ainda estariam com problemas referentes ao tempo de espera para descarga. Por lei, este tempo é de no máximo cinco horas. Passou disso, o motorista já tem direito de receber diárias.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here