IOGURTE

É o probiótico mais conhecido pela população. Isso graças ao marketing forte que muitas empresas produtoras de iogurte possuem. Por isso eles ainda têm a dianteira na educação da população em relação aos benefícios dos probióticos.

O iogurte pode ser consumido no café da manhã, no lanche da tarde ou no intervalo entre as refeições. É considerado uma boa opção para quem quer adquirir os benefícios dos probióticos.

 

KEFIR

Originalmente, o Kefir é uma bebida fermentada em leite, porém, já existe no Brasil, Kefir produzido a partir do suco de frutas. Por sua vez, esses produzidos em matrizes de fruta, são ótima alternativa para substituição dos refrigerantes em sua dieta. Eles possuem gaseificação natural, produzida pelo metabolismo dos microrganismos.

 

KOMBUCHÁ

É uma bebida probiótica obtida a partir da fermentação de chá ou infusões ricas em cafeína. Possui em sua composição bactérias ácido-acéticas, que conferem ao produto um sabor levemente picante. Também é uma ótima alternativa para substituir o refrigerante.

 

MISSÔ

É um ingrediente fermentado japonês, feito de vários tipos de feijões e grãos. Geralmente utilizado como molho, cobertura ou em sopas. Alimentos preparados com esse ingrediente dá origem a um prato rico em probióticos.

 

TEMPEH

Um produto à base de soja, com alto teor proteico. O tempeh tem textura mastigável de carne. Por isso, é uma ótima opção para os vegetarianos. O tempeh utiliza grãos integrais de soja fermentados. Ao contrário do tofu, que é feito a partir do extrato de soja.

 

PICLES

Nada mais são do que pepinos fermentados em vinagre. São acompanhamentos muito usados pela macrobiota. Contêm probióticos desde que não sejam pasteurizados (aquecidos). Afinal, o aquecimento excessivo mata os microrganismos.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here