É arte que fascina e entropece.
É mal que, embora morra, ainda cresce.
Em dias turvos, transparece.
Denunciando o mal, adormece.
Acolhendo o bem, enobrece.
E, mostrando a verdade, fortalece.

 

(*) Luciana Lana é moradora em Rondonópolis

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here