Cláudio Paisagista poderá disputar cargo legislativo – (Foto: Roberto Nunes/A TRIBUNA)

 

Ficando na terceira colocação na disputa pela Prefeitura, o empresário e paisagista Cláudio Ferreira (DC), que obteve 17.498 votos, declarou à reportagem que a possibilidade dele disputar um cargo no Legislativo nas eleições de 2022 não está descartada e já está sendo avaliada pelo seu grupo de apoiadores.

“Logo após as eleições, lideranças federais e estaduais começaram a colocar a importância de uma candidatura nossa em 2022.

Não descarto isso e vamos discutir”, disse.

 

“Esta votação me animou a continuar a debater os problemas públicos. A permanecer no debate público e ajudar a encorajar as pessoas simples a virem para o debate público também.

O projeto de uma candidatura a deputado não está descartado para 2022, no entanto é uma possibilidade a ser discutida. Mais de 45 mil pessoas não foram às urnas em Rondonópolis e isso me preocupa, porque a cidade se tornou uma fábrica de pobreza e desesperança, mas as pessoas ainda não estão percebendo que precisam participar para mudar.

Parte dos eleitores que votou no prefeito reeleito não tem conhecimento dos números sociais e econômicos. Sinop gerou o dobro de empregos que Rondonópolis conseguiu ter.

Os números demonstram que a cidade continua a excluir muitas pessoas, por isso vamos continuar com o debate político”, externou.

 

Sobre a notícia de bastidores de que o prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) poderá sair candidato a governador em 2022, Cláudio Paisagista avalia que o projeto é inviável.

“O Zé do Pátio se reelegeu construindo um cenário onde conseguiu passar para o eleitor que estamos alcançando o desenvolvimento social e econômico. Mas, na verdade, os números não dizem isso. Ele não vai conseguir reproduzir este cenário fabricado em âmbito local na esfera estadual.

Em Rondonópolis, ele fabricou um cenário que não é real. E vamos combater isso com a verdade, pois a cidade se transformou numa grande indústria de pobreza, e as pessoas estão desesperançosas, sem expectativa de uma vida melhor.

Eu nasci e moro em bairro humilde e, durante a campanha, andei nos bairros mais afastados e pude perceber que a pobreza aumentou. Precisamos mudar esta realidade”, completou.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here