A FORÇA DA MULHER NO SÉCULO XXI!!!

 

“Mas é preciso ter força. É preciso ter raça. É preciso ter gana sempre. Quem traz no corpo a marca, mistura, a dor e a alegria”.

A emoção das palavras, que ecoam na voz do cantor Milton Nascimento evidenciam, que nós mulheres, precisamos ter força, raça e gana para vencer nossas lutas cotidianas no ambiente de convivência familiar, laboral e social. Precisamos ser “guerreiras” para vencer as dores e os dissabores de conquistarmos um espaço no mercado de trabalho, no meio político, no meio social e na vida!!!

Assim, em pleno século XXI, nós precisamos escutar o clamor, que vem do sofrimento das mulheres vítimas de violência, escárnios, preconceitos e desilusões. Por isso, na data de 25 de novembro, quando comemoramos o “Dia da não violência contra as mulheres”, não basta apenas lembrar da “Lei Maria da Penha” (Lei n. 11.340/06), que desde 2006 busca proteger as mulheres em Terras Brasilis, mas, lembrarmos que elas são vítimas de violência de toda ordem: física, moral, emocional, financeira e psicológica.

Agressões físicas causam mais do que a dor do corpo, mas também, a dor moral e emocional, que acabam fragilizando e destruindo a autoimagem, os sonhos e a capacidade de ser feliz, em cada mulher…

É preciso compreender que agressões verbais causam destruição na autoestima das mulheres e, geram um sentimento de medo, angústia e desvalor, por isso, NÃO PODEMOS aceitar que em pleno século XXI a mulher seja humilhada, violentada e ferida unicamente por sua condição de “ser mulher”, pois, em um mundo globalizado e tecnológico já não existe espaço para tratar as mães, filhas, avós, amigas, esposas, tias, primas, vizinhas, ou seja, as MULHERES sob a batuta da violência e do desamor.

Cabe aqui um grito de alerta para que “as mulheres do século XXI” sejam cantadas em prosas e versos, mas também, respeitadas em todas as casas, escolas, empresas, igrejas, isto é, em todo o lugar que sua opção, competência, força e fé a levar. Afinal: É PRECISO TER FORÇA SEMPRE!!!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here