Avenida dos Estudantes registrou alagamento de pista – (Foto – Divulgação)

 

A primeira chuva forte após o longo período de estiagem registrado na cidade, provocou muitos transtornos para as mais diversas regiões do município.

Os locais que apresentam problemas crônicos de drenagem, e que estão passando por obras, foram os mais afetados, além de várias localidades em que o asfalto ainda não chegou e os moradores tiveram que enfrentar muita lama.

Vários registros, em fotos e vídeos, foram feitos pela população. Um dos que mais chama a atenção é o alagamento na pista da Avenida dos Estudantes, que passou por obras de drenagem recentemente e ainda tem uma etapa do trabalho em andamento.

 

 

———  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

No local, a obra que foi realizada para conter a erosão às margens da pista sentido Centro da cidade, não apresentou nenhum tipo de rompimento.

Contudo, a água acabou provocando alagamento, o que mostra que, mesmo com a drenagem feita, a questão ainda merece muita atenção.
A Prefeitura de Rondonópolis emitiu uma nota dizendo que as avenidas Binário Norte e Sul, que margeiam a Avenida dos Estudantes, ainda estão em obras.

Alguns outros pontos críticos também foram afetados pela chuva. Na Avenida W-11, que recebe todo fluxo de água do Sagrada Família e bairros adjacentes, a água desceu com força, provocando estragos.

A região passa também por obras de drenagem e, o trecho que passa ao lado do muro do condomínio Terra Nova, que sofre há vários anos com erosões, deve ter as obras de drenagem e asfaltamento iniciadas em breve, após a licitação feita pelo Governo de Mato Grosso para a construção do acesso à ponte sobre o Rio Vermelho e futura avenida de ligação com a BR-364.

No Paineiras, região crítica, enxurrada provocou estragos em obra de drenagem – (Foto – Divulgação)
No Paineiras, região crítica, enxurrada provocou estragos em obra de drenagem – (Foto – Divulgação)

No Jardim das Paineiras, a Rua Curió foi certamente o ponto mais atingido pela forte enxurrada que passou pela região.

Os estragos foram verificados nas obras de drenagem profunda, que ainda se encontram em execução. Felizmente, não houve o registro de desmoronamento ou queda de muros de residências, o que já ocorreu em situações anteriores.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Isso só vem para reforçar o que batemos desde o inicio, que essas obras ficaram paradas durante 3 anos e agora no ultimo ano e por sinal de eleição as obras foram retomadas a toque de caixa para movimentar, aliás esse sujeito zé, não fez obras que pudessem realmente RESOLVER problemas, exceto a parte de algumas vias que estão sendo feitas como as perimetrais da avenida dos estudantes.
    Esse sujeito volto a repetir não serve para ser zelador de canil! Até quando teremos um cidade jogada e perdendo investimento para nossas vizinhas, até quando o povo vai ficar a atrás de tapinhas nas costas e abraços acalorados, enquanto o que realmente necessário não esta sendo feito!

  2. Inadmissível a situação da W11, até hj tão desassistida. Muito se fala e pouquisimo é feito. Sagrada Família, um bairro tão antigo e super habitado. Dizem que o prefeitinho de vcs somente não atua no bairro por birra referente às infinitas cobranças dos moradores implorando por melhorias. Enfim… Nem carro de aplicativo aceita fazer corrida pra rua W11. Até quando TANTO descaso aos pagantes assíduos de IPTU???

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here