Bruna Bertoldo e seu pai Cláudio Bertoldo: “agradecemos muito a todos que se preocuparam” – (Foto: Patrícia Cacheffo)

Embora com um grande desafio a enfrentar após o incêndio que destruiu todo o depósito da Paiol Madeiras, na Avenida Bandeirantes, região central de Rondonópolis, bem como uma pequena parte da edificação do local, o empresário Cláudio Bertoldo e sua família têm no momento um sentimento de gratidão a todos aqueles que os ajudaram e estão ajudando nesse momento de grande dificuldade.

Claudinho, como é conhecido, conversou com a reportagem do A TRIBUNA em companhia de sua filha, Bruna Bertoldo. Ambos demonstraram muita gratidão para com aqueles que prestaram apoio durante e após o incêndio.

“Nós gostaríamos de agradecer ao Corpo de Bombeiros, a todas as empresas que enviaram apoio para conter o fogo.

Nossos colaboradores também foram essenciais e toda essa ajuda, certamente, foi fundamental”, disse Cláudio.

 

Bruna conta que, durante todo o dia seguinte ao incêndio, foram diversas ligações e mensagens recebidas de pessoas se solidarizando.

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

“Nossos fornecedores, clientes e amigos, o tempo todo preocupados conosco, oferecendo ajuda. Agradecemos muito a todos que se preocuparam”, reforça Bruna.

 

Incêndio de grande proporção aconteceu na noite de quinta-feira (15) – (Foto: 3º BBM)

O fogo que atingiu a loja aconteceu na noite de quinta-feira (15), por volta das 23h30. Todo o depósito foi destruído e uma pequena parte da edificação. Além das madeiras e demais materiais que estavam no depósito, alguns aparelhos de ares-condicionados e outros materiais também foram destruídos. As chamas ainda provocaram avarias em um caminhão e uma empilhadeira, pelo menos.

A família ainda não avaliou o tamanho do prejuízo, visto que apesar do incêndio ter sido controlado, o trabalho de rescaldo foi bastante difícil. Além de passar toda a madrugada no depósito, durante toda a sexta-feira os militares também permaneceram no local. Por se tratar de madeira, o controle era para que as chamas não retornassem.

“Foram momentos de muito trabalho, ainda não tivemos tempo de avaliar os prejuízos. A partir de segunda-feira vamos começar isso, nossa preocupação agora é somente cuidar para que o fogo, as brasas nas madeiras cessem”, explica Claudinho.

 

O empresário informou que a empresa tem seguro e a perícia que deve ser realizada vai apurar o que provocou o incêndio.

 

No depósito, todo o material foi destruído pelas chamas – (Foto: 3º BBM)

 

A Paiol Madeiras tem outra unidade, na Avenida Goiânia, 849, que segue em funcionamento normal.

“Nossos vendedores estão à inteira disposição para atender nossos clientes, nessa semana próxima vamos normalizar nosso estoque, os nossos fornecedores estão em contato para que a agente faça isso o mais rápido possível e consigamos atender a todos”, explica Bruna.

 

Por fim, eles voltam a agradecer toda a ajuda recebida e o fato de ninguém ter se ferido no incidente.

“Vontade para recuperar e trabalhar não vão faltar. Vamos a luta”, conclui Cláudio Bertoldo.

 

O telefone da unidade da Avenida Goiânia da Paiol Madeiras é o (66) 3426-5714.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here