Seus passos quase combalidos
Seu sorriso em tempos idos
É como se lembrar de um passado
Que não volta nunca mais.
Sua trajetória não fez história
Teu sorriso não despertou alegria
Tua alegria não fez ninguém feliz
Tua felicidade não mexeu com teu brio
E teu brio não se integrou a nova realidade.

Posto a viver numa plataforma de trabalho
Que nada tem de serena!
Tua natureza em nada ajudou
Tua esperança se espatifou
No vazio de sua memória
De quase nada saber curto além de sofrer.

(*) AIRES JOSÉ PEREIRA é escritor com 17 livros publicados, membro efetivo da ACALANTO – Academia de Letras de Araguaína e Norte Tocantinense. É professor e coordenador do curso de Geografia da UFR. É coautor do Hino Oficial de Rondonópolis – MT. Possui vários artigos publicados em revistas científicas e jornais

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here