Em todo o Estado, foram notificadas 691 novas confirmações de casos de coronavírus e 16 novos óbitos registrados – (Foto – Christiano Antonucci)

 

Com mais 109 novos casos de Covid-19 confirmados no Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura ontem (15), Rondonópolis chega ao 3º dia consecutivo com o registro de mais de 100 casos positivos da doença em um período de 24 horas. No boletim de anteontem (14), foram 116 novos casos e, no de terça-feira (13), foram 150. Isso significa que, em três dias, 375 pessoas tiveram a confirmação da infecção pelo coronavírus na cidade.

O Município também confirmou mais um óbito em decorrência da doença, que aconteceu ontem. A vítima é uma mulher de 78 anos, que morreu no Hospital da Unimed, tendo como comorbidade a hipertensão. Agora, o número de mortos na cidade, desde o início da pandemia, chega a 319.

Em dados gerais, são 10.360 casos positivos da Covid-19 desde o início da pandemia, com 9.778 pacientes recuperados e 263 ainda com o vírus ativo. Desses, 189 estão em isolamento domiciliar e 74 hospitalizados.

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

No momento, são 43 pacientes em leitos de UTI públicos e privados, bem como 43 em leitos de enfermaria.

A taxa de ocupação ontem era de 100% nos leitos exclusivos para a doença na Santa Casa, com mais um paciente na UTI Geral, e de 100% no Hospital Regional, que também tinha mais um paciente em UTI geral.

Mato Grosso

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (15.10), 134.555 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.693 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 691 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado e 16 novos óbitos registrados. Dos 134.555 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.000 estão em isolamento domiciliar e 115.259 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 197 internações em UTIs públicas e 218 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 49,25% para UTIs adulto e em 25% para enfermarias adulto.

 

1 COMENTÁRIO

  1. E a pergunta que faço é: de quem é a culpa?
    Da própria população que não tem tomado os devidos cuidados! povo na rua como se nada tivesse acontecido, butecos cheios, sem contar os mercados, e olha que na terça feira visitei um e não tinha sequer espaço para fazer fila!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here