Estado é o maior produtor de milho do País – (Foto: Secom/MT)

Mato Grosso conta com 22 municípios entre os 50 com maior valor da produção agrícola do país, de acordo com a Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, o resultado da pesquisa confirma a vocação de Mato Grosso como locomotiva do agronegócio nacional, que é fruto da determinação do produtor mato-grossense.

O secretário destacou que, para acompanhar esse crescimento, o Governo do Estado criou também um grande programa de incentivos, voltado para a verticalização da produção mato-grossense.

“Somos o maior produtor de milho do país e esta produção vem sendo industrializada no Estado, sendo transformada em etanol e em DDG para nutrição animal.

Em síntese, este trabalho conjunto – Governo do Estado e iniciativa privada – no mesmo viés de desenvolvimento é o que tem propiciado que Mato Grosso cresça cada vez mais e se torne um exemplo para o país e para o mundo”, afirmou.

 

Os Maiores

Sorriso, distante 400 km de Cuiabá, maior produtor nacional de milho e soja, lidera o ranking nacional com R$ 3,9 bilhões – de um total R$ 361 bilhões em 2019, segundo a Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), divulga nesta semana pelo IBGE.

O segundo do ranking nacional, com R$ 3,3 bilhões, também é mato-grossense. Sapezal, responsável pela maior safra de algodão herbáceo do país no período levantado. Campo Novo do Parecis ficou em quarto lugar, com R$ 3 bilhões.

Diamantino (R$ 2,35 bilhões), Nova Ubiratã (R$ 2,33 bilhões) e Nova Mutum (R$ 2,2 bilhões) ficaram, respectivamente, em oitavo, nono e décimo do ranking. Portanto, Mato Grosso têm seis entre os 10 municípios com maior valor de produção do país, cuja soma, R$ 17,08 bilhões, equivale a quase 30% do mato-grossense, mais de 15% do regional (Centro-Oeste) e 4,73% do nacional.

Mato Grosso, com R$ 58,4 bilhões, respondeu por mais da metade do valor da produção agrícola em 2019 do Centro-Oeste, de R$ 107,9 bilhões, o maior do país por região.

 

Liderança Inconteste

Sorriso liderou a produção nacional de soja, 2,1 milhões de toneladas, e de milho, com 3,1 milhões de toneladas, enquanto Sapezal foi o primeiro do país na produção de algodão herbáceo, com 894,8 mil toneladas, quase um terço da produção mato-grossense, de 2,9 milhões de toneladas.

Outros municípios mato-grossenses em destaque são Nova Mutum, segundo no ranking nacional dos produtores de soja; e Nova Ubiratã, terceiro na produção de milho.

O Estado segue líder tanto na produção de soja (32,24 milhões de toneladas), milho, com 99,1% da produção colhidos na segunda safra (31,5 milhões) e algodão. Mato Grosso e Bahia, juntos, colheram quase a metade do algodão plantado no país.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here