Zé Márcio Guedes, presidente do PL em Rondonópolis, atesta que o líder maior do partido, o senador Wellington Fagundes, está a trabalho da cidade – (Foto: Divulgação)

O Partido Liberal (PL) se manterá isento nestas eleições municipais, pois não vai declarar apoio a nenhum dos oito candidatos a prefeito. A informação foi confirmada pelo presidente local da sigla, José Márcio Guedes, indicado segundo suplente da candidatura ao Senado do ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB).

“Já é costumeiro o líder maior do nosso partido, que é o senador Wellington Fagundes, após as eleições municipais, colocar seu mandato e toda a estrutura de seu gabinete para a Prefeitura, pois ele está a trabalho da nossa cidade”, disse.

 

Zé Márcio Guedes ainda revelou à reportagem do A TRIBUNA que o PL em Rondonópolis não tem afinidade com nenhuma candidatura a prefeito que foi registrada na Justiça Eleitoral.

“Além de não termos afinidade, a eleição suplementar para o Senado que ocorre paralela às municipais ainda bagunçou o coreto. Hoje para o Senado nós temos uma coligação tripartite formada pelo PSDB, Dem e PL.

Queríamos o PSDB e Dem no mesmo projeto para prefeito, mas de um lado está o PSDB apoiando o Luizão e, do outro lado, o Dem com a candidatura a prefeito de Thiago Muniz”, externou.

 

O PL confirmou o nome do ex-vereador de Rondonópolis, Zé Márcio Guedes, como segundo suplente para a composição da chapa de Nilson Leitão (PSDB) ao Senado. A confirmação foi por meio da convenção estadual da sigla, realizada no dia 11 de setembro.

Nilson Leitão é ex-deputado federal e candidato ao Senado na disputa suplementar, que ocorre em novembro, junto com as eleições municipais. Ele também foi prefeito de Sinop e terá como primeiro suplente em sua chapa o ex-governador e ex-senador Júlio Campos.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here