Somente ontem (22) dois acidentes foram registrados na MT-270, sendo que, em um deles, um caminhão tombou – (Foto: Patrícia Cacheffo)

 

O Governo de Mato Grosso está realizando obras de recapeamento da MT-270, no trecho entre Rondonópolis e a região de Alto Bandeirantes, próximo a São José do Povo.

No momento, os serviços se concentram a cerca de 20 km de Rondonópolis, o que tem gerado muita preocupação para os condutores que precisam fazer o trajeto diariamente.

A obra tem várias frentes e, para que possa ser realizada, a empreiteira responsável adotou o sistema “pare e siga”.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

O problema é que alguns condutores não tem respeitado esse sistema, ou cometido algumas outras infrações de trânsito, o que acaba por colocar os trabalhadores que estão na pista em risco.

Além disso, realizando ultrapassagens após a liberação do “pare e siga” no sentido da pista em que trafega, muitos motoristas acabam por se colocar em risco.

 

Trecho em obras exige redução de velocidade e prudência de motoristas

 

Em trechos em que é necessário dirigir com prudência, pois a obra ainda está em andamento, eles abusam da velocidade e os acidentes já começaram a acontecer.

Somente ontem (22), foram dois. Durante a madrugada, na região das obras, um caminhão saiu da pista e tombou. O motorista foi socorrido por terceiros e, pelas informações, não se feriu. Já no período da manhã, um veículo de passeio capotou também na região de obras.

Conforme informações de populares no local, a condutora perdeu o controle da direção durante uma ultrapassagem, e logo após a liberação do trânsito no seu sentido da via (Rondonópolis). Felizmente, ela também não se feriu com gravidade.

Alguns funcionários da empreiteira que atuam no local e conversaram com a reportagem relataram que a atenção dos mesmos está redobrada na região de atuação, visto que diversas imprudências, especialmente o excesso de velocidade, acabam por colocá-los em risco.

No último sábado (19), um outro capotamento, nos mesmos moldes do ocorrido ontem, foi registrado. Por outro lado, condutores também reclamam da forma como a sinalização está sendo feita.

A recuperação da MT-270, entre Rondonópolis e Guiratinga, foi dividida em dois lotes, sendo que o primeiro, entre Guiratinga e Alto Bandeirantes (62 km) foi realizada sem maiores problemas.

Contudo, a empresa que venceu a licitação do outro lote, entre Alto Bandeirantes e Rondonópolis, alegou problemas financeiros e pediu a rescisão do contrato.

Com isso, a obra que chegou a ficar paralisada foi assumida pela empresa que ficou em segundo lugar no processo licitatório, que iniciou os serviços no primeiro semestre deste ano.

A recuperação dos 110 km entre Rondonópolis e Guiratinga integra o Projeto Pró-Concreto Construção, do Governo do Estado.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here