Registro do prédio atual do Rondonópolis Atlético Clube, localizado na Avenida Presidente Kennedy com a Rua Fernando Corrêa da Costa – (Foto: Roberto Nunes/A TRIBUNA)

 

Em 1961, a elite rondonopolitana passou a se divertir no Rondonópolis Clube, que depois foi denominado como Rondonópolis Atlético Clube, primeiro clube social propriamente dito da cidade.

As informações são do livro “História de Rondonópolis”, cujo autor é o escritor e historiador Ailon do Carmo. Atualmente está com as suas atividades paralisadas e começou-se um processo de busca dos sócios ou herdeiros destes antigos associados para realizar alterações em seu Estatuto, bem como definir o seu destino.

Conforme o autor Ailon do Carmo, o Rondonópolis Clube foi inaugurado em 26 de novembro de 1961. Depois passou a se chamar de Rondonópolis Atlético Clube pela tentativa frustrada de manter futebol.

Foi um espaço que marcou a elite do município das décadas de 1960 e 1970, pelos bailes históricos que ali ocorreram, inclusive, as festas de virada de ano, os “Réveillons”. A mais tradicional banda de música de sua história foi o Grupo Musical do maestro Marinho Franco.

 

Rondonópolis Clube foi o primeiro clube social propriamente dito da cidade – (Foto: Livro História de Rodonópolis/Ailon do Carmo)

 

Entre os principais presidentes do Rondonópolis Clube está Élzio Borges Leal. Em suas gestões, o clube social viveu a sua “época de ouro”, com as mais significativas promoções sociais. A entidade funcionou ainda durante algum tempo como “clube popular”, sendo palco de bailes e carnavais.

O escritor e historiador Ailon do Carmo chegou a ser presidente na fase de decadência do clube social, onde ainda foram feitos dois carnavais de muito sucesso popular.

Mas, depois, o clube foi abandonado até a ruína total. Seu reinado durou até o ano de 1982. Foi substituído na vida social da cidade pelo moderno e luxuoso Caiçara Tênis Clube.

Agora, conforme o A TRIBUNA vem noticiando, é realizado um processo que visa localizar sócios titulares ou herdeiros.

O objetivo é encontrar o maior número de associados possíveis para que eles possam, de forma conjunta, definir os rumos do clube pioneiro. Além de decidir o destino da entidade, a iniciativa também pretende fazer mudanças no Estatuto.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here