(Foto: Arquivo/Marcelo Koguiepa)

 

O ano de 2020 certamente provocará algumas mudanças no nosso cenário. O Pantanal, da forma como conhecemos e o mundo aprendeu a admirar, não será mais o mesmo.

O bioma deve demorar a se recuperar e a chuva precisa ser abundante para que a área volte a alagar e toda aquela exuberância retorne. Embora, por razões óbvias, uma das belezas naturais mais bonitas do mundo receba maior atenção neste momento, é fato que os incêndios em Mato Grosso estão por toda parte, destruindo a natureza, matando animais e levando prejuízos financeiros para muitos.

É claro, é preciso levar em consideração que a estiagem está sendo muito severa em 2020 e o calor castigando a todos.

A prova disso é o recorde de temperatura em Cuiabá de 42.7°C, a mais alta desde 1911, quando a medição foi iniciada. Com tanto calor, sem chuva há meses, umidade relativa do ar deixando o estado com clima de deserto, até abaixo de 9%, tudo potencializa o avanço dos incêndios. Contudo, são raríssimos os focos que se iniciam de forma natural.

O fogo avança sozinho, mas não começa sozinho. E é neste ponto que, Brasil afora, o poder público não consegue ter uma fiscalização efetiva, que penaliza e que evita que danos ambientais tão grandes destruam a nossa casa.

Não se investiga como os incêndios começam, não se mostra criminosos sendo presos, fala-se muito em multas milionárias mas ninguém sabe se são pagas. Existe muito discurso, mas a prática é diferente e, se existe resultado, não estamos vendo. E isso é um problema Federal, Estadual e Municipal.

Além dos deveres (ou falta de cumprimento deles), é preciso também reforçar a importância da sociedade. Ainda somos tomados por pessoas sem consciência alguma, que insistem em utilizar o fogo para limpeza de áreas, que insiste em jogar bitucas de cigarro às margens de rodovias, que insistem em contribuir com tantos danos. Algumas sem intenção, outras de forma criminosa, mas tudo resultando em devastação.

Que todos tenhamos forças para aguardar a chegada das chuvas e, assim, todo esse fogo se dissipar. Para o próximo ano, esperamos que as ações sejam tomadas antes do pior acontecer, pois em 2020 só nos resta lamentar.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here