Governo do Estado decretou luto de 3 dias pela morte de Dom Pedro Casaldáliga – (Foto: Reprodução)

 

O bispo emérito de São Félix do Araguaia, em Mato Grosso, Pedro Casaldáliga, conhecido pela luta a favor dos direitos humanos, morreu neste sábado (8), aos 92 anos, na cidade de Batatais, em São Paulo, onde estava internado. A informação foi divulgada pela Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria. A causa da morte não foi divulgada.

“D. Pedro Casaldáliga voltou para a Casa do Pai”, diz a nota divulgada em conjunto pela Prelazia de São Félix do Araguaia (Mato Grosso, Brasil), a Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos) e a Ordem de Santo Agostinho (Agostinianos), que informou ainda que o bispo estava na cidade de Batatais.

Dom Pedro Casaldáliga foi um bispo católico espanhol, radicado no Brasil desde 1968. Ao chegar no Araguaia, em 1968, o religioso realizou um trabalho na defesa da população desfavorecida, na luta pela posse da terra, contra o regime militar e, até mesmo, o Vaticano.

 

O velório ocorre em Batatais na capela do Claretiano – Centro Universitário de Batatais, unidade educativa dirigida pelos Missionários Claretianos. A missa de exéquias será celebrada, também em Batatais, neste domingo (9) às 14h, com transmissão ao vivo pelo YouTube.

Depois, o corpo será levado para Ribeirão Cascalheira, em Mato Grosso, onde será velado, a partir de segunda-feira (10). Em seguida, irá para São Félix do Araguaia, onde o bispo realizou o seu trabalho missionário. Haverá um velório seguido de sepultamento.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Esse padre é o atraso da região do Araguaia/Xingú. Líder de invasores de propriedades privadas, dos delinquentes do MST e transformador de povos indígenas trabalhadores em parasitas sugadores de dinheiro público.
    Seus delinquentes invadem terras privadas, roubam a madeira e vendem, é vão invadir outras áreas.
    Só fez mal ao Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here