Proprietário rural e associações são os principais parceiros para promoção de ações de prevenção e combate a incêndios florestais – (Foto: Arquivo)

 

Para falar da prevenção e combate aos incêndios florestais e desmistificar alguns mitos sobre o assunto, uma live com lideranças do Agro e representantes do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) foi realizada pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato).

O principal objetivo foi abordar as queimadas no Pantanal, tendo em vista o recente incêndio que atingiu uma parte deste importante bioma e no qual está concentrada a maioria das propriedades rurais do estado. A origem do incêndio ainda está sendo investigada.

Participaram do bate-papo o presidente do Sistema Famato, Normando Corral, o comandante do Batalhão de Emergência Ambiental, tenente-coronel BM Gledson, o secretário-executivo do Comitê Estadual de Gestão do Fogo da Sema-MT, coronel BM Barroso, a diretora-executiva da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Daniella Bueno, a secretária-adjunta de Gestão Ambiental da Sema-MT, Luciane Bertinatto, e o presidente da Comissão Nacional de Cereais Fibras e Oleaginosas da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Ricardo Arioli, que mediou o debate.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

Na oportunidade, o coronel BM Barroso apresentou alguns dos conceitos técnicos e suas respectivas diferenças que ainda confundem a população sobre o emprego do fogo. Além disso, explanou sobre as iniciativas preventivas e os planos adotados pelo Comitê do Fogo no estado.

Tanto o coronel BM Barroso como o tenente-coronel BM Gledson destacaram o importante papel e o apoio incondicional dos produtores rurais de Mato Grosso nas medidas de prevenção e de combate aos incêndios florestais.

O tenente-coronel BM Gledson destacou:

“O proprietário rural e as associações são os principais parceiros para promovermos ações de prevenção e combate a incêndios florestais em Mato Grosso. Se não fosse assim, a instituição (Corpo de Bombeiros) não teria condições de acessar essas áreas distantes e colocar toda sua estrutura no enfrentamento a incêndios”.

 

Segundo ele, o produtor rural tem consciência de que incêndio é prejuízo.

O presidente do Sistema Famato, Normando Corral, endossou os argumentos dos oficiais e reforçou a necessidade de aliar a ciência e a prática para desmistificar ações e conceitos distorcidos sobre o uso do fogo.

“Infelizmente, os incêndios nessa época do ano sempre são atribuídos ao produtor rural, mas nós combatemos os incêndios. O meio ambiente é a mesa de trabalho do produtor.

Se o incêndio for provocado é considerado crime e quem o cometeu deve ser punido pelo poder público. Contem conosco para coibir qualquer tipo de crime. Nós produzimos legalmente e assim continuaremos”.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here