(Foto: Arquivo/Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

 

O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) explicou ontem (28), ao A TRIBUNA, que o financiamento de R$ 107 milhões que era para investimentos na infraestrutura de Rondonópolis, como em obras nas áreas da educação, saúde, asfalto dos bairros e até a construção de um espaço de lazer no antigo Centro Social Urbano (CSU), na região da Vila Operária, pode ser recuperado. Além de tudo, a Prefeitura poderá ser contemplada com um novo empréstimo de R$ 101 milhões, dada a capacidade de endividamento que o Município possui.

“Nós somos o melhor município de Mato Grosso em gestão fiscal. O problema do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) é que no ano passado o governo federal havia viabilizado R$ 11 bilhões, mas neste ano apenas R$ 3 bilhões. Mas hoje houve uma reunião do Conselho Monetário Nacional que já está resolvendo isso e o recurso será viabilizado. Quero ressaltar o trabalho dos senadores Wellington Fagundes (PL) e Carlos Fávaro (PSD), que estão nos ajudando para a liberação destes recursos”, ressaltou o prefeito.

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————

————————————————————————————

 

 

“Nós tínhamos um projeto para R$ 107 milhões por meio do Finisa. Na última quarta-feira (27), a Câmara aprovou outro de R$ 101 milhões, agora poderá sair os R$ 107 milhões ou os R$ 101 milhões, ou os dois, pois a capacidade de endividamento da Prefeitura suporta até dois projetos como estes. É tudo uma construção… Só agora estamos licitando quase R$ 100 milhões em obras. As obras do Parque Universitário, a partir de uma emenda da bancada federal de R$ 56 milhões para obras de asfalto. Estamos em um momento muito positivo e tudo isso é uma construção e precisamos ter calma, trabalhar e unir com as forças políticas”, completou Zé do Pátio.

Segundo o prefeito, neste momento de crise, ele tem a opinião de que, para retomar o desenvolvimento, é preciso investir mais no poder público do que no privado, que é uma economia de risco. “O setor público tem menos risco. Então, vale a pena investir para gerar emprego e renda. Com isso, podemos inclusive, com apoio dos senadores, conseguir os recursos e colocar a cidade numa situação de emprego e renda”, externou o prefeito.

Conforme o senador Carlos Fávaro (PSD), em relação à liberação destes financiamentos, o que a bancada federal pode fazer é gestão. “Vamos acompanhar e marcar audiências. Rondonópolis tem uma boa gestão e tem capacidade de endividamento”, revelou.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Em final de mandato agora o Zé do páteo apresenta seus “dotes” em Economia. Tá meio atrasado esses seus “projetos”. Oportunista como ele só, subestima a inteligência do rondonopolitano. Quem não vê que vai deixar de herança um rombo financeiro com o pagamento adiantado de obras que nunca serão finalizadas comprometendo a governabilidade das próximas gestões.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here