Colisão aconteceu em cruzamento do bairro Cidade Alta, na tarde de ontem (26) – (Foto: Divulgação)

 

Renato da Silva Passos, de 33 anos, morreu no local do acidente – (Foto: Divulgação)

Um grave acidente tirou a vida de um jovem na tarde de ontem (26), no bairro Cidade Alta. O motociclista Renato da Silva Passos, de 33 anos, morreu após colidir a moto que pilotava contra um caminhão, e ser atropelado na sequência.

O acidente foi registrado por volta das 15 horas, no cruzamento das ruas Guararapes e da Saudade. Segundo as informações de populares, o motociclista seguia pela Rua Guararapes e, por motivos ainda a serem esclarecidos, não teria respeitado a placa de parada obrigatória, invadindo a preferencial no cruzamento com a Rua da Saudade.

Na sequência, ele acabou colidindo na lateral do caminhão de uma empresa de entrega de materiais de construção, o que resultou na queda e atropelamento. Com ferimentos gravíssimos, o jovem morreu na hora e o Samu, acionado por populares, apenas pode constatar o óbito.

Segundo as informações repassadas, Renato, que trabalhava como entregador para uma rede de farmácias de Rondonópolis, estava se deslocando para uma entrega quando o acidente aconteceu. Agora, o acidente será apurado pela Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), que contabiliza mais uma morte no trânsito local em 2020.

VIOLÊNCIA

Há poucos dias, o A TRIBUNA produziu uma reportagem sobre o crescimento no número de óbitos nos acidentes de trânsito em Rondonópolis, saltando de 11 no primeiro quadrimestre de 2019 para 18 no primeiro quadrimestre de 2020. A reportagem foi publicada na edição especial de fim de semana, dos dias 16 e 17 de maio.

Menos de 10 dias depois, o número já saltou de 18 mortes para 22 mortes, somando portanto dois óbitos dentro da cidade, sendo dois motociclistas, e duas mortes no trecho urbano do Município da BR-364, em acidente que vitimou dois rondonopolitanos no dia 16 de maio.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here