Presença de funcionários do Rotativo Rondon atuando na área central gerou revolta entre comerciantes

A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat) informou que todas as notificações emitidas pelo Rotativo Rondon, empresa que tem a concessão do estacionamento rotativo na região central da cidade, que foram emitidas durante a vigência do decreto municipal emitido por conta da crise do coronavírus, serão anuladas.

A medida foi uma resposta à polêmica que movimentou a cidade ontem (30), quando os funcionários da empresa, conhecidos como “verdinhos”, foram as ruas do Centro para trabalhar, enquanto todo comércio estava fechado em respeito ao decreto municipal.

As pessoas que precisaram ir até o Centro para buscar algum produto ou utilizar caixas eletrônicos, por exemplo, foram surpreendidos com notificações da empresa. Vários vídeos e fotos foram registrados mostrando a indignação dos motoristas com a situação, já que o serviço de estacionamento rotativo não é considerado essencial e, portanto, não deveria estar acontecendo.

Outra grande preocupação foi a aglomeração dos funcionários, que deixaram a sede da empresa na Rua Pedro Ferrer e foram todos juntos para as ruas do Centro trabalhar. Assim como o estacionamento rotativo não se trata de serviço essencial, as medidas de segurança para com os funcionários também não estavam sendo cumpridas.

A Polícia Militar (PM) também se manifestou e informou para a direção da empresa que a atividade estava proibida, sob pena dos responsáveis serem conduzidos para a delegacia.

A Prefeitura garantiu que as notificações aplicadas serão anuladas, e que não há possibilidade de serem convertidas em multa. A reportagem questionou se a empresa será notificada, visto que feriu um decreto, mas o Município não respondeu.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here