DECRETO I
Embora na última sexta-feira (27) e também no sábado (28), muitos empresários tenham aderido ao decreto estadual, abrindo as portas de suas empresas mesmo diante do decreto municipal impedindo, ontem (30) já era possível ver que, ao menos na região central, o volume de estabelecimentos comerciais abertos era infinitamente menor.

DECRETO II
Muito provavelmente, seguindo as orientações das entidades representativas, que recomendaram seguir o decreto estadual até segunda ordem, os comerciantes da região central optaram por aguardar os próximos passos do paço municipal. Ou então ficaram com medo da fiscalização…

DECRETO II
Por outro lado, em outras regiões da cidade, muitas empresas já estavam funcionando normalmente, como é o caso de oficinas mecânicas e empresas do setor automotivo na Avenida Bandeirantes, no sentido à Vila Operária.

DECRETO IV
Aquela confusão gerada entre decreto municipal e estadual, uns seguindo e outros não, bem Brasil! É preciso encontrar o meio-termo, que fique bom para todos, sem colocar em risco a saúde de ninguém.

 

CADA UMA I
Um casal de Rondonópolis, que estava com um carro roubado, achou que seria uma boa ideia puxar uma carreata, acreditando talvez que a Polícia Militar (PM) não iria se atentar a este detalhe. O resultado: os dois, que saíram de casa para cobrar a reabertura do comércio, foram detidos.
CADA UMA II
O veículo clonado havia sido roubado em 2018, em Cuiabá. A Polícia Militar recebeu a denúncia de que o carro Onix, que participava de uma carreata no último sábado (28.03), na Avenida Rui Barbosa, era clonado. Ao localizar a manifestação, os policiais encontraram o carro denunciado e, ao verificarem a placa, constataram que o automóvel realmente era roubado.
CADA UMA III
O veículo foi apreendido e o casal preso, por crime de receptação, desobediência aos decretos estadual e municipal que restringe aglomeração de pessoas.

 

 

Foto: PMMT

AINDA… I
Ainda no setor policial… Um homem foi preso na Vila Canaã por manter uma mulher em cárcere privado por 24 horas e ainda agredi-la. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima chamou a Polícia Militar pelo número 190 pedindo que eles a libertassem, pois ela estava sendo mantida em casa sob ameaça.

AINDA… II
Os policiais foram até o local e conseguiram entrar na residência. A mulher apresentava hematomas pelo rosto, enquanto o marido dormia com a chave da casa em seu poder. O homem foi acordado e não apresentou resistência durante a prisão.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here