É uma bolha
Ou uma caixa
É uma prisão
Ou uma casa trancada?
Por que não dizem?
Por que não falam?
Por que se escondem?
Por que se calam?
Por que fogem?
Não demonstram
Ficam mudos
Não se expressam
Nem abrem o bico
Eu queria um dia entender
Por que se fazem de cego?
Por que fingem não ouvir?
Fazem ser tudo lúcido aos teus desejos
Por onde estão as pessoas reais?
Já nem sei mais o que é verdade
Quem é você?
Quem está ouvindo?
Pode me ouvir de verdade?
Não só com os ouvidos
Mas também com o coração
Você está acordado aí dentro?
Pode me sentir nessas palavras?
Porque eu te sinto ouvir
E te sinto ignorar
Te sinto fingir
Te sinto não dizer
Te sinto não sentir
Te sinto não ver
E fugir da realidade
Mas por quê?
Porque são só mais algumas palavras
Que alguém escreveu
Te pedindo para não ignorar.

(*) Rayne Emille Ramos de Souza é estudante de Letras na UFR.

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem! Parabéns!
    Abraços!

    Aires José Pereira é coordenador do curso de Geografia da Universidade Federal de Rondonópolis, coautor do Hino Oficial de Rondonópolis, escritor com 17 livros publicados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here