Antônio Joaquim e Sérgio Ricardo são alguns dos nomes citados em investigação por supostas práticas criminosas – (Foto: Arquivo)

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou ontem (19/2) recurso que almejava o retorno dos conselheiros afastados do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT). A decisão de forma unânime foi estabelecida pelo colegiado da Corte Especial, e ainda cabe recurso. O processo foi relatado pelo ministro Raul Araújo.

José Carlos Novelli, Antônio Joaquim Moraes, Waldir Júlio Teis, Walter Albano da Silva e Sérgio Ricardo de Almeida, nomes envolvidos na Operação Malebolge, fase da Operação Ararath, estão afastados desde setembro de 2017 por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os conselheiros são acusados pela prática dos delitos de corrupção passiva, sonegação de renda, lavagem de dinheiro e organização criminosa, a partir de informações oriundas do acordo de colaboração premiada do ex-secretário de Casa Civil, Pedro Nadaf, e do ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here