Sem fiscalização suficiente, moradores tem aproveitado para criar depósitos irregulares de lixo por toda a parte, como no início da Rodovia do Peixe- (Foto: A TRIBUNA)

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) promete intensificar a fiscalização contra os infratores que insistem em despejar o seu lixo irregularmente em áreas baldias da cidade. Isso porque o Município está terminando de capacitar os 10 fiscais do meio ambiente aprovados em concurso público e convocados para assumirem seus cargos em meados de dezembro passado.

De acordo com o secretário João Copetti Bohrer, titular da Semma, esses fiscais estão em fase final de capacitação e devem ser liberados para irem a campo fiscalizar as irregularidades ambientais. “A parte documental foi finalizada agora, a questão de portarias, para que possam dirigir os veículos, elaboração de relatórios, lavratura de autos, e agora eles terão start para irem a campo com efetividade. As equipes foram divididas em dois turnos, matutino e vespertino, o que dará maior abrangência e uma maior velocidade de resposta para a população”, informou.

Segundo o secretário, o Município possui gargalos na questão ambiental, como a deposição de inservíveis, mas ele explica que alguns são coletados pelas cooperativas de catadores de recicláveis, que são aqueles com um bom valor agregado, como metais e plásticos, e com relação aos restos de podas de árvores e jardins, há um ecoponto específico para isso, que fica próximo do Centro de Zoonoses, assim como para os resíduos da construção civil, que podem ser depositados na área do antigo lixão da cidade, material que também pode ser utilizado para aterro e outras utilizações. Eletrônicos e pneus possuem locais específicos para seu depósito final, mas há os que agem com má-fé e preferem jogar seu lixo na primeira área baldia que encontram.

Para dar uma maior organizada na questão, João Copetti aguarda que alguns caminhões do órgão sejam segurados, para que possam então receberem os equipamentos necessários para poderem transportar containeres de inservíveis. Com isso, ele poderá finalmente colocar em uso aos menos dois novos ecopontos, que já estão prontos desde o ano passado, mas que até agora não foram disponibilizados para a população, por conta da falta desses equipamentos.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here